sicnot

Perfil

Mundo

Holandês espera 10 dias pela namorada em aeroporto na China

© Maxim Shemetov / Reuters

Diz-se que o amor é doloroso e o caso deste cidadão holandês é a prova disso. O amor levou-o a ser internado num hospital na China, por exaustão, depois de passar 10 dias no Aeroporto Changsha na esperança de se encontrar com a mulher com quem mantinha uma relação amorosoa online há dois meses.

Chama-se Alexander Pieter Cirk, tem 41 anos, e voou recentemente para a província de Hunan, na China, na esperança de encontrar a sua namorada online, uma mulher chinesa, de 26 anos, conhecida apenas como Zhang.

O holandês, que se recusou a deixar a China sem conhecer a namorada, acabou por passar 10 dias num banco do Aeroporto Changsha, tendo sido internado no hospital, vítima de exaustão.

De acordo com a imprensa local, Alexander Pieter Cirk conheceu Zhang numa aplicação de encontros, há cerca de dois meses, e o amor cresceu, o que o levou a deslocar-se à China para a conhecer.

Alexander Pieter Cirk tem 41 anos e é diabético. Depois da sua recuperação vai regressar à Holanda

Alexander Pieter Cirk tem 41 anos e é diabético. Depois da sua recuperação vai regressar à Holanda

WEIBO

Contactada pela imprensa, a mulher chinesa admitiu que pensava ser tudo uma brincadeira até o holandês lhe enviar fotografias dos bilhetes de avião. Acrescentou que nesses dias não esteve em Hunan, pois estava noutra cidade a fazer uma cirurgia plástica ao nariz e tinha o telefone desligado.

Nas redes sociais chinesas, o holandês tem sido alvo de várias críticas. Alguns utilizadores chegaram mesmo a dizer "Não sabe que na China é tudo falso?" ou "Possivelmente ela foi ao aeroporto, olhou para ele e foi-se embora". Outros apoiaram Alexander, afirmando ser um exemplo de alguém que leva o amor a sério.

O que é certo é que esta será uma experiência que Alexander Pieter Cirk nunca vai esquecer. Confessou que ganhou pouca simpatia pela China. Regressa à Holanda esta semana, quando estiver fisicamente restabelecido.

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.