sicnot

Perfil

Mundo

Juncker nomeia britânico Julian King comissário para a Segurança

O presidente da Comissão Europeia nomeou o britânico Julian King comissário para a Segurança, encarregado da luta contra o terrorismo e o crime organizado, substituindo Jonathan Hill, que se demitiu após o Brexit, informou um comunicado.

Jean-Claude Juncker "anunciou a sua intenção de atribuir a pasta da Segurança da União ao Sir Julian King", antigo embaixador britânico em Paris, pode ler-se no comunicado.

Julian King "apoiará a aplicação do programa europeu em matéria de segurança adotado pela Comissão Europeia" em abril.

Este programa de cinco anos visa lutar contra o terrorismo, o crime organizado e o cibercrime.

"Trata-se de uma nova pasta, que completa as pastas existentes", acrescenta o comunicado.

O presidente da Comissão Europeia informou na segunda-feira à noite a primeira-ministra britânica, Theresa May, da sua decisão.

O novo comissário, que fez a maior parte da sua carreira na Europa, é desde fevereiro embaixador do Reino Unido em França.

Na Comissão Europeia, foi chefe de gabinete dos britânicos Peter Mandelson (Comércio) e Catherine Ashton (diplomacia) em 2008-2009.

O anterior comissário britânico, Jonathan Hill, demitiu-se após o voto a favor do Brexit no final de junho.

A sua pasta - Estabilidade financeira, mercados financeiros e União dos mercados de capitais - passou para os comissários letão, Valdis Dombrovskis, e francês, Pierre Moscovici.

Se a nomeação de Julian King for confirmada, o novo comissário trabalhará "sob a orientação de Frans Timmermans, primeiro vice-presidente, encarregado da melhoria da regulamentação, das relações interinstitucionais, do Estado de direito e da Carta dos Direitos Fundamentais", acrescenta o comunicado, segundo o qual o seu trabalho irá apoiar o de Dimitris Avramopoulos, comissário para as Migrações, os Assuntos Internos e a Cidadania.

A nomeação foi enviada para o Parlamento Europeu para aprovação e precisa ainda de luz verde dos Estados-membros da UE.

Lusa

  • Défice cai 1.900 milhões até agosto

    Economia

    O défice das administrações públicas foi de 2.034 milhões de euros até agosto, uma "melhoria de 1.901 milhões" face ao mesmo período de 2016, segundo o Governo, que justifica com aumento superior a 4% da receita.

  • Coreia do Norte acusa Trump de declarar guerra

    Mundo

    A Coreia do Norte acusou hoje o Presidente norte-americano de ter "declarado a guerra". O chefe da diplomacia norte-coreana ameaçou abater todo e qualquer bombardeiro dos EUA que se aproxime do território.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.

  • Atores recriam cena em que um homem é vítima de violência doméstica
    1:35
  • Ministério Público admite eventual detenção do presidente do governo da Catalunha
    2:24
  • "Bispo vermelho"

    "Recebia trabalhadores e sindicalistas, batia à porta de políticos e empresários, andava pelas ruas da cidade ao encontro dos que das ruas da cidade faziam casa". Joaquim Franco evoca Manuel Martins, o "bispo vermelho".

    Joaquim Franco

  • Apreendidos quase 7.000 comprimidos ilegais vendidos pela internet
    1:43

    País

    O Infarmed e a Autoridade Tributária apreenderam perto de 7.000 unidades de comprimidos ilegais.A apreensão aconteceu no âmbito de uma operação internacional da Interpol de combate aos medicamentos ilegais vendidos pela internet, explicou à SIC Luís Sande e Castro, diretor da Unidade de Inpeção do Infarmed.

  • Criar galinhas na cozinha, guerras no fogão, e drones dentro de casa
    7:28
  • Passageiro detido com 1 kg de ouro no reto

    Mundo

    Os funcionários da alfândega do aeroporto de Colombo, Sri Lanka, estranharam o comportamento de um passageiro que "caminhava com dificuldade". Um exame completo revelou a valiosa carga que levava escondida... no tubo intestinal.