sicnot

Perfil

Mundo

Juncker nomeia britânico Julian King comissário para a Segurança

O presidente da Comissão Europeia nomeou o britânico Julian King comissário para a Segurança, encarregado da luta contra o terrorismo e o crime organizado, substituindo Jonathan Hill, que se demitiu após o Brexit, informou um comunicado.

Jean-Claude Juncker "anunciou a sua intenção de atribuir a pasta da Segurança da União ao Sir Julian King", antigo embaixador britânico em Paris, pode ler-se no comunicado.

Julian King "apoiará a aplicação do programa europeu em matéria de segurança adotado pela Comissão Europeia" em abril.

Este programa de cinco anos visa lutar contra o terrorismo, o crime organizado e o cibercrime.

"Trata-se de uma nova pasta, que completa as pastas existentes", acrescenta o comunicado.

O presidente da Comissão Europeia informou na segunda-feira à noite a primeira-ministra britânica, Theresa May, da sua decisão.

O novo comissário, que fez a maior parte da sua carreira na Europa, é desde fevereiro embaixador do Reino Unido em França.

Na Comissão Europeia, foi chefe de gabinete dos britânicos Peter Mandelson (Comércio) e Catherine Ashton (diplomacia) em 2008-2009.

O anterior comissário britânico, Jonathan Hill, demitiu-se após o voto a favor do Brexit no final de junho.

A sua pasta - Estabilidade financeira, mercados financeiros e União dos mercados de capitais - passou para os comissários letão, Valdis Dombrovskis, e francês, Pierre Moscovici.

Se a nomeação de Julian King for confirmada, o novo comissário trabalhará "sob a orientação de Frans Timmermans, primeiro vice-presidente, encarregado da melhoria da regulamentação, das relações interinstitucionais, do Estado de direito e da Carta dos Direitos Fundamentais", acrescenta o comunicado, segundo o qual o seu trabalho irá apoiar o de Dimitris Avramopoulos, comissário para as Migrações, os Assuntos Internos e a Cidadania.

A nomeação foi enviada para o Parlamento Europeu para aprovação e precisa ainda de luz verde dos Estados-membros da UE.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Homem suspeito de matar a mulher em Esmoriz

    País

    Um homem é suspeito de ter esfaqueado este sábado mortalmente a mulher em Esmoriz, concelho de Ovar, num contexto de violência doméstica, disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.