sicnot

Perfil

Mundo

Oposição solicitou nova etapa para referendo revogatório na Venezuela

A aliança da oposição Mesa de Unidade Democrática (MUD) solicitou esta terça-feira, formalmente, ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE) da Venezuela que ative a nova etapa para a realização de um referendo revogatório do mandato do Presidente Nicolás Maduro.

"Entregámos ao CNE o requerimento formal para a recolha de 20 por cento das assinaturas. O referendo vai mesmo fazer-se e é defendido pelo povo da Venezuela", anunciou o deputado Luís Florido, presidente da Comissão de Política Exterior, Soberania e Integração da Assembleia Nacional.

O pedido tem lugar um dia depois de o CNE anunciar que 399.412 assinaturas foram validadas, o dobro do mínimo de assinaturas exigidas (1% dos eleitores) "manifestando a vontade" de convocar o referendo revogatório, um processo em que os signatários tiveram de confirmar pessoalmente, e com dados biométricos, a "intenção" manifestada.

As autoridades eleitorais dispõem agora de 15 dias contínuos para dar resposta ao pedido e anunciar os centros de recolha de assinaturas, um novo passo que deve contar com o apoio de pelo menos 20% de cidadãos inscritos no registo eleitoral o que equivale a quase quatro milhões de eleitores.

A oposição quer realizar o "referendo revogatório" ainda em 2016 e tem acusado o CNE de atrasar a calendarização das diferentes etapas do processo.

Se o referendo se realizar até 10 de janeiro de 2017 deverão ser convocadas novas eleições presidenciais, segundo a legislação venezuelana. Se o referendo for convocado para depois dessa data, o vice-presidente da Venezuela assumirá os destinos do país até 2019, quando terminaria o atual mandato presidencial.

Simpatizantes de Nicolás Maduro e ministros do seu Governo têm insistido que será impossível realizar o referendo ainda em 2016.

Lusa

  • Aprovada nova etapa para referendo na Venezuela

    Mundo

    A comissão nacional eleitoral (CNE) da Venezuela aprovou na segunda-feira mais uma etapa para o referendo para a destituição do Presidente Nicolás Maduro, mas a consulta popular promovida pela oposição enfrenta ainda vários obstáculos.

  • Bruno de Carvalho manda SMS aos jogadores em nome dos jogadores. Confuso?

    Desporto

    De acordo com a imprensa desta manhã, o presidente do Sporting Clube de Portugal terá enviado mensagens escritas aos jogadores com o seguinte texto "Obrigado presidente pelas felicitações. Ainda temos muito para conquistar juntos" e assinou com o nome do jogador a quem enviou a mensagem. Uma aparente reação ao facto de nenhum dos jogadores ter respondido às mensagens escritas por Bruno de Carvalho, com incentivos e elogios antes e depois da vitória do Sporting frente ao Boavista.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17