sicnot

Perfil

Mundo

Ban Ki-moon expressa "profunda preocupação" com ensaio norte-coreano de mísseis

O secretário-geral da ONU Ban Ki-moon expressou "profunda preocupação" com o ensaio de mísseis efetuado esta quarta-feira pela Coreia do Norte e que está na base da realização de uma reunião de emergência do Conselho de Segurança.

"Uma vez mais estamos profundamente preocupados com o último lançamento de mísseis", disse o porta-voz do secretário-geral da ONU, Stéphane Dujarric, na sua conferência de imprensa diária.

Para o chefe das Nações Unidas, este tipo de ações "minam seriamente a paz e a estabilidade" na região.

O Conselho de Segurança da ONU vai reunir-se novamente de emergência, a pedido dos Estados Unidos e do Japão.

A Coreia do Norte lançou hoje dois mísseis balísticos de médio alcance, mas um terá explodido logo após a descolagem, segundo fontes militares norte-americanas.

O segundo caiu no Mar do Japão, cerca de 250 quilómetros ao largo da costa norte do Japão e dentro da Zona Económica Exclusiva (ZEE) japonesa.

É a primeira vez que um míssil norte-coreano cai em águas territoriais japonesas.

A reunião do Conselho de Segurança começa às 16:00 locais (21:00 em Lisboa).

O Conselho de Segurança das Nações Unidas tem condenado repetidamente os lançamentos de mísseis pela Coreia do Norte. Desde o primeiro, em 2006, o país foi alvo de cinco pacotes de sanções da ONU.

Lusa

  • Incêndio na Sertã "está para durar"
    3:32

    País

    Mais de 700 operacionais combatem o incêndio com três frentes ativas, na Sertã. A jornalista da SIC, Patrícia Figueiredo, esteve junto a Relva da Louça, em Proença-a-Nova, onde avançou que a "situação está complicada" e que as chamas estão quase a alcançar a localidade. A jornalista dá conta ainda de várias equipas da Proteção Civil a ajudar os bombeiros e do seu trabalho dificultado por causa do vento.

  • Genro de Donald Trump depõe hoje no Senado

    Mundo

    Jared Kushner, genro do Presidente dos EUA Donald Trump, vai hoje depor à porta fechada perante o comité dos serviços de inteligência do Senado, a câmara alta do Congresso norte-americano.

  • " A melhoria das contas públicas não foi feita à custa dos portugueses"
    1:30

    País

    Numa espécie de balaço deste ano e meio de governação, o primeiro-ministro voltou a assinalar voltou a assinalar a redução do défice e as melhorias nas contas públicas. Num jantar com militantes em Coimbra, António Costa garantiu ainda que a "verdadeira reforça do Estado avança até ao final desta legislatura, que é a Descentralização.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15