sicnot

Perfil

Mundo

Erupções vulcânicas na Indonésia perturbam tráfego aéreo

Reuters

​O encerramento de dois aeroportos nas ilhas do sudeste asiático (Lombok e Ternate) e o cancelamento de voos para a ilha turística de Bali deveu-se às erupções vulcânicas dos últimos dias na Indonésia, anunciaram hoje as autoridades.

O vulcão Gamala, situado na ilha de Ternate, no arquipélago das Molucas, entrou hoje de manhã em erupção, após um sismo moderado na região, emitindo nuvens de cinza até aos 600 metros de altura e obrigando o encerramento do aeroporto da ilha, informou hoje a Agência Nacional de Mitigação de Desastres (BNPB).

"Apelou-se à população que mantivesse a calma", declarou Sutopo Purwo Nugroho, o porta-voz da BNPB, acrescentando que as autoridades não optaram pela retirada dos habitantes.

No sul, o aeroporto da ilha de Lombok foi encerrado durante a noite de segunda-feira até terça-feira, devido a uma espessa nuvem de cinzas proveniente da erupção do vulcão Rinjani, o que levou ao cancelamento de 29 voos domésticos e internacionais para Lombok.

O aeroporto de Bali, que anualmente atrai dez milhões de turistas estrangeiros, permaneceu aberto. Mas vários voos que ligam Lombok a Bali foram cancelados.

Pelo menos 129 vulcões ativos estão listados na Indonésia, um arquipélago situado no Anel de Fogo do Pacífico e conhecido por uma linha de vulcões que faz fronteira com o oceano pacífico, localizada entre várias placas tectónicas, cujo movimento cria uma intensa atividade geológica como sismos ou maremotos.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.