sicnot

Perfil

Mundo

Tempestade Earl transformou-se em furacão e deve atingir terra brevemente

A tempestade Earl transformou-se num furacão perto da costa do Belize e sobre o norte da costa das Honduras, ao atingir ventos na ordem dos 120 quilómetros/horas, informou esta quarta-feira o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

Um avião da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera determinou que o "Earl" se desloca para oeste a uma velocidade de 22 quilómetros/hora e está localizado a 110 quilómetros a noroeste da ilha Roatan, nas Honduras, e a 240 quilómetros a este da cidade de Belize, no Belize.

O "Earl", que se formou terça-feira a noroeste do Caribe, está perto das ilhas das Honduras, que está em alerta vermelho, esperando-se que atinja terra no Belize ainda hoje ou durante a manhã de quinta-feira, segundo o CNH.

Num boletim divulgado às 16:00 locais (22:00 em Lisboa), o centro meteorológico informou que o "Earl", a quinta tempestade tropical da temporada, deverá diminuir de intensidade quando tocar em terra.

O Governo das Honduras emitiu um aviso de furacão para as ilhas.

Também foi emitido um aviso de furacão para o norte de Puerto Costa Maya, no México.

O furacão deverá provocar chuva de grande intensidade, incluindo no Belize, Honduras, Guatemala e na Península de Yucatán, no México.

O "Earl" foi classificado na categoria 1 na escalda de intensidade de Saffir-Simpson e é o segundo furacão da temporada, que decorre entre junho e novembro.

A Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera prevê para este ano a formação de entre 10 e 16 tempestades tropicais, das quais entre quatro e oito podem chegar a furacões.

Lusa

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.