sicnot

Perfil

Mundo

Tufão Nida provocou perdas de 40 milhões de euros no sul da China

© Tyrone Siu / Reuters

O Nida, o mais intenso tufão a atingir o Sul da China nos últimos 30 anos, causou perdas económicas no valor de quase 40 milhões de euros na província de Guangdong, mas não deixou mortos.

Segundo a agência oficial Xinhua, a chuva torrencial e o vento destruíram 4.860 hectares de campos agrícolas e danificaram 485 casas, obrigando à retirada de 22 mil pessoas.

Os serviços de transporte foram também afetados, com quase 300 comboios e 150 voos suspensos.

O Nida, que entretanto perdeu intensidade, desloca-se agora a 20 quilómetros por hora e atravessa hoje a região autónoma chinesa de Guangxi, a oeste de Guangdong.

Trata-se do mais forte tufão a atingir o sul da China desde 1983, segundo os serviços meteorológicos chineses, e obrigou a medidas extraordinárias de precaução.

Na terça-feira, as escolas e empresas estiveram encerradas em Cantão, Shenzhen e Hong Kong devido ao tufão.

Todos os anos, por altura do verão, a China é atingida por numerosos tufões, sendo que este ano o mais destrutivo foi o Nepartak, que causou mais de 80 mortos na costa sudeste do país.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47