sicnot

Perfil

Mundo

Autor de ataque com faca em Londres era noruegês de origem somali

Autor de ataque com faca em Londres era noruegês de origem somali

Um jovem norueguês de origem somali esfaqueou ontem à noite seis pessoas numa praça do centro de Londres. Uma delas, uma americana de 60 anos morreu. Tudo indica que o atacante sofria de distúrbios mentais e não há provas de radicalização, mas a polícia confirma que a investigação está a ser apoiada pela unidade contra terrorismo da Scotland Yard.

"Até ao momento não encontrámos provas de radicalização que poderiam sugerir que o homem sob custódia agiu por motivos terroristas", disse o comissário assistente da Scotland Yard, Mark Rowley, aos jornalistas.

O jovem de 19 anos, um norueguês de origem somali, foi detido pouco depois do ataque à faca realizado na Russell Square, no centro de Londres, tendo agido de maneira "espontânea" e "ao acaso", acrescentou o responsável policial.

"A mulher, de cerca de 60 anos, que foi morta era norte-americana", disse o comissário.

Entre os cinco feridos no ataque, duas mulheres e três homens, estão cidadãos de nacionalidade australiana, norte-americana, israelita e britânica, acrescentou Rowley.

O jovem está sob custódia numa esquadra da polícia no sul de Londres, segundo um comunicado da polícia. O departamento de homicídios e crimes graves está a comandar as investigações, apoiados por membros do comando antiterrorista.

  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00

    País

    O interrogatório do suspeito do atropelamento mortal junto ao Estádio da Luz foi adiado para este sábado porque o Ministério Público solicitou uma nova diligência de reconhecimento. Luís Pina nega que tenha atropelado o italiano de forma intencional e defende que foi mero acidente.