sicnot

Perfil

Mundo

Emitido mandado de captura contra Fethullah Gülen

Um tribunal de Istambul emitiu esta quinta-feira um mandado de captura dirigido a Fethullah Gülen, o clérigo turco exilado nos Estados Unidos, acusado por Ancara de ser o mentor do fracassado golpe de Estado, anunciou a agência noticiosa Anadolu.

O mandado de captura acusa o ex-imã, exilado no Estado da Pensilvânia desde 1999, de "ter ordenado a tentativa de golpe de Estado de 15 de julho", que fez vacilar o poder durante algumas horas e provocou 272 mortos.

Esta decisão abre caminho a um pedido formal de extradição do "principal inimigo" do Presidente turco Recep Tayyip Erdogan e que deverá ser dirigido a Washington.

Os mais altos responsáveis turcos já exigiram por numerosas vezes aos Estados Unidos a extradição de Gülen.

As autoridades norte-americanas solicitaram por sua vez o envio de provas sobre o envolvimento de Gülen na tentativa de derrube do poder em Ancara.

A Turquia afirma ter já enviado por duas vezes dossiês sobre o papel de Gülen no golpe de Estado, mas o antigo aliado do Presidente Erdogan tem desmentido todas as acusações.

O dossiê sobre a extradição arrisca-se a originar uma crise duradoura nas relações turco-americanas.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.