sicnot

Perfil

Mundo

Bombardeiros russos atacam posições do Daesh na Síria

​Seis bombardeiros estratégicos Tu-22M3, da força aeroespacial russa, atacaram posições do Daesh na Síria, na periferia da cidade de Palmira, informou o ministério da Defesa russo.

"Os seis bombardeiros estratégicos Tu-22M3, que saíram do território da Federação da Rússia, atacaram objetivos do Estado Islâmico nas zonas a leste e nordeste de Palmira, junto das localidades de As Suhnah e Arak", de acordo com um comunicado do ministério da Defesa russo.

Os aparelhos regressaram à base depois de terem destruído vários postos de comando e acampamentos do Daesh, três blindados e 12 veículos equipados com metralhadoras pesadas, indicou o mesmo comunicado.

A Rússia, que intervém desde o fim de setembro de 2015 na guerra síria, em apoio ao regime do Presidente Bashar al-Assad, só recorreu à aviação estratégica no mês passado, depois de os combatentes do Estado Islâmico terem derrubado um helicóptero Mi-25 russo, próximo de Palmira, com dois tripulantes a bordo.

A 1 de agosto, um segundo helicóptero russo com cinco militares a bordo, foi derrubado na província síria de Idleb.

Os cinco ocupantes do aparelho, que Moscovo afirmou estar a realizar uma missão humanitária, morreram no ataque.

Lusa

  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas. 

  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".