sicnot

Perfil

Mundo

Família de jovem suspeito de fabricar bomba processa escola

A família de um adolescente muçulmano detido por levar para a escola um relógio de fabrico caseiro - que foi confundido com uma bomba - apresentou esta segunda-feira uma queixa judicial alegando que os seus direitos civis foram violados.

Ahmed Mohamed tinha 14 anos no ano passado, quando levou um relógio despertador que tinha feito em casa para a escola, nos arredores de Dallas, Texas, para mostrar ao professor, que lho tirou.

Horas depois, Mohamed foi levado da sala de aula e detido pela polícia. Mais tarde, chamaram ao aparelho "uma bomba de brincar", embora fosse apenas um relógio.

Apesar disso, o Irving Independent School District suspendeu Mohamed por três dias.

"São violações aos seus direitos civis", disse a advogada de Mohamed, Susan Hutchison, em conferência de imprensa, ao anunciar o processo judicial.

"A única justiça que temos no nosso sistema judicial é dinheiro. Por isso, vamos processar por justiça", acrescentou.

A família não recebeu qualquer pedido de desculpas, disse Hutchison, e a sua anterior carta a pedir uma indemnização de 15 milhões de dólares foi rejeitada. O processo judicial não pede uma quantia específica.

O incidente colocou Mohamed sob o olhar público, o que já lhe valeu um convite do Presidente Barack Obama para ir à Casa Branca.

O Departamento de Justiça abriu um inquérito sobre direitos civis no agrupamento escolar, que está ainda em curso.

"Recebi muito apoio ao princípio, mas é o ódio que prevalece", disse Mohamed na conferência de imprensa.

Ele e a família abandonaram Irving, um subúrbio de Dallas, por causa do incidente, e vivem agora no Qatar, onde o rapaz frequenta uma escola secundária privada.

"Perdi a minha criatividade, porque antes costumava adorar construir coisas", explicou, acrescentando que, durante a visita à sua antiga cidade do Texas, teve de usar uma camisola com capuz, óculos escuros e boné para se disfarçar, por temer pela sua segurança.

"Lá [no Qatar], não interessa de que religião se é. É-se sempre tratado da mesma maneira", observou.

O Irving Independent School District respondeu em comunicado afirmando que "continua a negar ter violado os direitos do estudante" e que "está a fazer tudo o que é possível para garantir que cada estudante atinge o seu potencial máximo".

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura durante a noite. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vitima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Gelo nos polos recua para recordes mínimos

    Mundo

    A extensão de gelo polar dos oceanos Ártico e Antártico atingiu recordes mínimos a 13 de fevereiro, perdendo o equivalente a uma área maior do que o México, informou esta quarta-feira a agência espacial norte-americana NASA.

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.