sicnot

Perfil

Mundo

Família de jovem suspeito de fabricar bomba processa escola

A família de um adolescente muçulmano detido por levar para a escola um relógio de fabrico caseiro - que foi confundido com uma bomba - apresentou esta segunda-feira uma queixa judicial alegando que os seus direitos civis foram violados.

Ahmed Mohamed tinha 14 anos no ano passado, quando levou um relógio despertador que tinha feito em casa para a escola, nos arredores de Dallas, Texas, para mostrar ao professor, que lho tirou.

Horas depois, Mohamed foi levado da sala de aula e detido pela polícia. Mais tarde, chamaram ao aparelho "uma bomba de brincar", embora fosse apenas um relógio.

Apesar disso, o Irving Independent School District suspendeu Mohamed por três dias.

"São violações aos seus direitos civis", disse a advogada de Mohamed, Susan Hutchison, em conferência de imprensa, ao anunciar o processo judicial.

"A única justiça que temos no nosso sistema judicial é dinheiro. Por isso, vamos processar por justiça", acrescentou.

A família não recebeu qualquer pedido de desculpas, disse Hutchison, e a sua anterior carta a pedir uma indemnização de 15 milhões de dólares foi rejeitada. O processo judicial não pede uma quantia específica.

O incidente colocou Mohamed sob o olhar público, o que já lhe valeu um convite do Presidente Barack Obama para ir à Casa Branca.

O Departamento de Justiça abriu um inquérito sobre direitos civis no agrupamento escolar, que está ainda em curso.

"Recebi muito apoio ao princípio, mas é o ódio que prevalece", disse Mohamed na conferência de imprensa.

Ele e a família abandonaram Irving, um subúrbio de Dallas, por causa do incidente, e vivem agora no Qatar, onde o rapaz frequenta uma escola secundária privada.

"Perdi a minha criatividade, porque antes costumava adorar construir coisas", explicou, acrescentando que, durante a visita à sua antiga cidade do Texas, teve de usar uma camisola com capuz, óculos escuros e boné para se disfarçar, por temer pela sua segurança.

"Lá [no Qatar], não interessa de que religião se é. É-se sempre tratado da mesma maneira", observou.

O Irving Independent School District respondeu em comunicado afirmando que "continua a negar ter violado os direitos do estudante" e que "está a fazer tudo o que é possível para garantir que cada estudante atinge o seu potencial máximo".

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.