sicnot

Perfil

Mundo

Turquia detém cidadã norte-americana na fronteira com a Síria

​As autoridades turcas detiveram uma cidadã norte-americana suspeita de tentar entrar ilegalmente naquele país a partir da província de Hatay, na fronteira com a Síria, divulgou o diário turco Sabah.

Segundo o jornal, a mulher ficou ferida na Síria e foi destacada, na sexta-feira, uma operação de resgate que envolveu cinco aviões não tripulados (drones) norte-americanos, dois aviões militares e um de transporte.

Os aparelhos foram enviados desde a base aérea de Incirlik, estrutura localizada na província de Adana (sul da Turquia) utilizada pela NATO e pela aviação norte-americana.

Dois helicópteros turcos que patrulhavam a província de Hatay também integraram o dispositivo da operação.

Mas, a operação de resgate da norte-americana não foi realizada com sucesso e a mulher foi encontrada sexta-feira à noite, na mesma fronteira, por uma patrulha militar turca e transportada para uma esquadra local, acrescentou o jornal turco.

O diário noticiou que a mulher era uma "agente norte-americana", mas o governador de Hatay, Ercan Topaca, afirmou no domingo em declarações a uma agência noticiosa turca que a suspeita é uma "jornalista norte-americana, detida por tentar atravessar a fronteira de forma ilegal".

"Foi levada a um juiz e vai permanecer em prisão preventiva. O processo vai prosseguir. Por agora não sabemos se ela é ou não é uma espia", disse Ercan Topaca, que identificou a mulher como Snell Lindsteyer, que reside legalmente na Turquia.

Uma fonte diplomática norte-americana, citada pela agência noticiosa espanhola EFE, esclareceu que o nome da cidadã norte-americana avançado pela imprensa turca está incorreto.

A mesma fonte recusou-se a dar muitos pormenores, confirmando apenas a presença de uma cidadã norte-americana naquela zona.

A fonte diplomática advertiu que muitos dos pormenores avançados pela imprensa turca "não têm como base a realidade".

"O que podemos dizer é que se trata de uma civil, não tem absolutamente nenhuma relação com o governo dos Estados Unidos", indicou, recusando-se a confirmar a detenção da cidadã.

A fonte diplomática concluiu que a mulher recebeu assistência no consulado em Adana, responsável pela área, e que continua em território turco.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.