sicnot

Perfil

Mundo

Humanidade esgotou orçamento anual de recursos renováveis da Terra

© NASA NASA / Reuters

Ontem, dia 8 de agosto, a humanidade esgotou o orçamento anual dos recursos renováveis da Terra. O contas são da ONG Global Footprint Network, que refere que a partir de hoje estaremos a consumir mais recursos que aqueles que o planeta consegue renovar num ano.

Em 2015, a passagem desse limite foi a 13 de agosto. Para a organização, os principais fatores são o crescimento populacional, as crescentes emissões de carbono e a má gestão dos oceanos e florestas.

A cada ano que passa, consumimos com mais rapidez os recursos naturais que a Terra tem para nos oferecer. Em 1975, este orçamento ecológico anual do planeta durou até novembro.

A Global Footprint Network (CFN), Organização Não-Governamental dedicada à conservação da natureza e que é responsável pelo cálculo que estipula a data em que o orçamento ecológico anual se esgota, referiu em comunicado: "Emitimos mais dióxido de carbono para a atmosfera do que aquilo que os nossos oceanos e florestas podem absorver. Pescamos e colhemos mais e mais rapidamente do que aquilo que conseguimos reproduzir e fazer reflorescer".

Este cálculo considera a chamada “pegada ecológica”, que mede a quantidade em área de terra e água necessária para sustentar uma população, em relação à capacidade da biosfera de se regenerar. E essa conta não fecha pois para a manutenção da população global, com os níveis atuais de consumo, seria necessário o equivalente a 1,6 de planeta.

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • O mapa das vítimas dos incêndios
    1:19

    País

    Aumentou para 37 o número de mortes na sequência dos fogos que assolaram a zona Centro do país desde o fim de semana. Feridos são pelo menos 71. Atualizamos aqui o mapa, segundo o último balanço da Proteção Civil.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • "Temos que cuidar dos feridos, temos que recuperar os territórios"
    1:02

    País

    O primeiro-ministro disse hoje que, depois das chamas apagadas, agora é o tempo de passar das palavras aos atos, de decidir e executar. Após uma visita a feridos dos incêndios, em Coimbra, António Costa confirmou que o Conselho de Ministros do próximo sábado vai transformar em medidas as recomendações feitas pela comissão técnica independente.

  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06