sicnot

Perfil

Mundo

Turquia avisa que Gülen pode prejudicar relações com os EUA

​A Turquia, através do seu Ministro da Justiça, alertou os Estados Unidos para o eventual prejuízo das relações bilaterais com o caso do considerado "terrorista" Fetullah Gülen, atualmente exilado na Pensilvânia.

"Se Gülen não for extraditado, os Estados Unidos sacrificarão as relações (bilaterais) por causa desse terrorista", afirmou Bekir Bozdag, frisando que o sentimento antiamericano da população turca está a aumentar devido a este diferendo entre os dois membros da Aliança Atlântica (NATO).

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, tem vindo a acusar o imã Gulen de ter responsabilidades no golpe militar falhado em 15 de julho, o qual provocou 273 mortos e cerca de 2 mil feridos.

Entretanto, Erdogan reúne-se hoje em São Petersburgo com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, com o objetivo de retomar a normalidade das relações entre Moscovo e Ancara, na primeira deslocação externa depois da intentona golpista.

"Será uma visita histórica, um novo começo. Nas conversações com o meu amigo Vladimir, creio que se abrirá uma nova página nas nossas relações bilaterais", afirmou o líder turco em entrevista à agência noticiosa russa Tass.

Putin foi um dos escassos dirigentes mundiais que apoiou Erdogan desde a primeira hora face aos acontecimentos de 15 de julho, ao contrário de Washington e de vários líderes europeus, sem críticas à repressão entretanto em curso e que já implicou a prisão de mais de 60 mil pessoas por alegada ligação ao Hizmet.

A cimeira russo-turca foi acordada depois de Erdogan, no final de junho, ter pedido desculpas formais pelo abate de um avião de caça da Rússia na fronteira com a Síria, incluindo o alvejamento de um dos pilotos quando já descia de paraquedas.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.