sicnot

Perfil

Mundo

Moscovo anuncia suspensão parcial da ofensiva em torno de Alepo

O exército russo anunciou esta quarta-feira em Moscovo que vai suspender os ataques três horas por dia, a partir de quinta-feira, em torno de Alepo, cidade síria que é o epicentro dos combates entre forças do regime e rebeldes.

"Para garantir a total segurança das colunas de veículos que entram em Alepo, uma janela humanitária durante a qual serão suspensas todas as atividades militares, ataques aéreos e disparos de artilharia será cumprida das 10:00 às 13:00 locais (das 08:00 às 11:00 de Lisboa)", anunciou o general Serguei Rudskoï, do Estado-Maior russo, em conferência de imprensa.

"Nos últimos quatro dias, as baixas rebeldes no sudoeste de Alepo elevam-se a mais de mil mortos e dois mil feridos", acrescentou, exortando aqueles que o desejarem entregar as armas a aproveitar um dos "sete corredores humanitários" criados pelo regime de Damasco e pelo seu aliado russo.

As forças do Presidente sírio, Bashar al-Assad, preparam-se para uma batalha decisiva contra os rebeldes pelo controlo da segunda maior cidade da Síria, situada no noroeste do país.

As duas partes receberam grandes reforços em termos de número de homens e de armas em Alepo e imediações, depois de os rebeldes terem quebrado no sábado três semanas de cerco imposto pelo regime aos bairros sob seu controlo na cidade setentrional dividida desde 2012.

Centenas de milhares de civis estão agora encurralados em Alepo com falta de bens essenciais e uma meteórica subida dos preços, o que obrigou a ONU a tocar a sirene de alarme.

Quanto à criação da janela humanitária da Rússia, a ONU já reagiu dizendo que "uma trégua de três horas em Alepo é insuficiente para ajudar quem precisa".

"Para conseguir ajudar toda a gente, são necessárias duas vias de circulação e são precisas cerca de 48 horas para que um número suficiente de camiões possa entrar" na cidade, alertou o comandante das operações humanitárias da ONU, Stephen O'Brien.

Desde segunda-feira que as Nações Unidas apelam para um cessar-fogo humanitário de 48 horas por semana para reabastecer os civis encurralados em Alepo.

Na terça-feira, os Estados Unidos e França exigiram que a ajuda humanitária chegue a Alepo antes da marcação de nova ronda de negociações de paz, segundo informações recolhidas no final de uma reunião do Conselho de Segurança.

Durante essa sessão à porta fechada, a Rússia manteve, por seu lado, que não deve haver condições prévias para a realização de tais negociações, quando as Nações Unidas esperam retomá-las em Genebra no final deste mês.

O conflito na Síria, desencadeado em 2011 após a repressão de manifestações pacíficas contra o regime, fez mais de 290.000 mortos, obrigou a fugir mais de metade da população do país e provocou uma grave crise humanitária.

Lusa

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • ERSE concluiu que estavam a ser pagos 165 milhões euros a mais à EDP
    0:53

    País

    José Gomes Ferreira afirmou esta sexta-feira que a ERSE -Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos concluiu que estavam a ser pagos 165 milhões de euros a mais do que o necessário à EDP. Contratos que foram postos em prática em 2007 por Manuel Pinho, na altura ministro da Economia.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59