sicnot

Perfil

Mundo

ONU alerta para impacto negativo da publicidade nas crianças

© Tyrone Siu / Reuters

​A publicidade dirigida às crianças poderá induzir desde idades muito precoces a comportamentos de consumo excessivo e endividamento no futuro, afirmaram hoje especialistas da ONU depois de analisarem a informação sobre o assunto.

"As mensagens comerciais que têm o potencial de formar nas crianças comportamentos financeiros e de consumo a longo prazo são cada vez mais numerosas e o seu alcance tem aumentado", afirmaram, numa declaração conjunta, os especialistas da ONU em dívida externa e direitos humanos, Juan Pablo Boholavsky, e sobre o direito à saúde, Dainius Puras.

Por ocasião do Dia Internacional da Juventude, que se celebra esta sexta-feira, ambos os especialistas questionaram os efeitos da publicidade nas crianças e concluíram que esta pode induzir a comportamentos irracionais e responder a estímulos para comprar produtos desnecessários.

Apontaram ainda o exemplo da publicidade que promove o consumo de comida com alto teor de açúcar e escasso valor nutricional, que prejudica a saúde e cujas consequências podem durar toda a vida.

Por isso, Boholavsky e Puras pediram aos governos que proíbam a publicidade, promoção e patrocínio por parte dos produtores de álcool, tabaco e alimentos pouco saudáveis nas escolas e em eventos desportivos infantis, assim como em outros lugares onde possam estar crianças.

Brasil, Canadá, Dinamarca e Noruega restringiram certas formas de publicidade dirigidas a menores.

Lusa

  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • Ronaldo não está preocupado com repercussões de eventual fuga fiscal
    1:30

    Football Leaks

    Cristiano Ronaldo diz que quem não deve não teme. O avançado português não se mostra preocupado com as notícias que revelam que o jogador não terá declarado os rendimentos da publicidade ao fisco espanhol. Fontes do Ministério das Finanças do país vizinho confirmaram ao jornal El Mundo que o português está a ser investigado há ano e meio.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.