sicnot

Perfil

Mundo

Juiz sueco autorizado a interrogar Julian Assange na embaixada do Equador

Reuters

Um juiz sueco vai ser autorizado a interrogar o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, refugiado na embaixada do Equador em Londres desde 2012, anunciou o governo de Quito.

Julian Assange, cidadão australiano de 45 anos, é alvo de um mandado de captura no quadro de um processo de alegada violação na Suécia, em 2010.

Em comunicado, o Ministério dos Negócios Estrangeiros do Equador refere que o interrogatório judicial pode vir a decorrer na embaixada de Quito em Londres onde o fundador do WikiLeaks se encontra refugiado.

No passado mês de fevereiro, Julian Assange conseguiu uma vitória importante junto do grupo de trabalho das Nações Unidas sobre prisões arbitrárias que considerou que a Suécia e o Reino Unido estão a cometer uma infração no contexto dos direitos fundamentais.

Mesmo assim, a Procuradoria sueca, que acompanha o processo da alegada violação, e a polícia britânica que pretende executar a ordem de captura rejeitaram os alertas das Nações Unidas.

O advogado do fundador do WikiLeaks apelou esta semana contra a decisão do tribunal sueco que mantém em vigor o mandado de captura, apesar dos avisos da ONU que considerou "prisão arbitrária" a permanência de Assange na embaixada do Equador em Londres.

O tribunal de Estocolmo anunciou no passado mês de maio que "Julian Assange continua a ser suspeito de violação e que existe o risco de fuga" e, por isso, mantém a ordem de prisão.

Julian Assange criou em 2006 o site WikiLeaks que difundiu a partir de novembro de 2010 mais de 250 mil telegramas diplomáticos norte-americanos, além de informações secretas dos Estados Unidos sobre a campanha militar no Iraque.

Assange receia ser extraditado para os Estados Unidos onde pode vir a ser condenado à morte ou a uma pesada pena de prisão pela divulgação dos documentos.

Lusa

  • Benfica não participa na final da Taça de Portugal de hóquei em patins

    Desporto

    O Benfica anunciou hoje que não vai comparecer na "final four" da Taça de Portugal de hóquei em patins, em protesto com "o estado de degradação que atingiu" a modalidade e com a alegada dualidade de critérios. As "águias" deveriam jogar no sábado com o FC Porto, que se sagrou campeão, no sábado, na segunda meia-final da Taça de Portugal, já depois de a Física de Torres Vedras e o Sporting de Tomar já se terem defrontado em Gondomar.

  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13

    SIC 25 Anos

    No interior do país, a Guarda acusa todas as debilidades de um concelho envelhecido e desertificado. Faltam médicos especialistas e ofertas de emprego que, de ano para ano empobrecem o índice de atratividade da região e aumentam o despovoamento. Mas quem melhor do que as famílias para fazer o retrato da terra onde vivem e trabalham? Uma delas aceitou a proposta da SIC para fazer o roteiro do melhor e do pior da terra que escolheu para educar os filhos.

  • Daesh divulga imagens da destruição da mesquita de Mossul
    1:58
  • "Podemos ser atendidos por um médico branco?"
    0:58