sicnot

Perfil

Mundo

Noivos trocam alianças suspensos em ponte de vidro

China News Service

Poucas vezes a expressão "love is i the air", em português "o amor está no ar", terá feito tanto sentido. Um casal escolheu celebrar o matrimónio suspenso no ar, a partir da célebre ponte de vidro de Shiniuzhai, em Pingjiang, na província chinesa de Hunan.

O Dia de São Valentim ou Dia dos Namorados é comemorado na China a 9 de agosto e foi esse o dia escolhido pelos jovens enamorados chineses para celebrar o seu casamento. A notícia foi avançada pela China News Service.

Apesar de estarem suspensos a 180 metros de altitude, a noiva e o noivo ainda conseguiram sorrir para as câmaras.

Os convidados assistiram à cerimónia a partir da ponte de vidro, inaugurada em outubro do ano passado. A estrutura foi construída a 180 metros de altura, tem 300 metros de comprimento e liga dois picos rochosos do parque geológico de Shiniuzhai. A ponte era originalmente de madeira mas acabou por ser construída em vidro, o que a transformou num ponto de grande atração turística.

Depois desta obra, já foi inaugurada na China uma segunda ponte de vidro, mais alta e comprida, no grande desfiladeiro de Zhangjiajie. Tem 393 metros de extensão, está suspensa a 360 metros de altura e foi construída com painéis de vidro com múltiplas camadas, o que a torna suficientemente segura para permitir a circulação automóvel.

Há poucas semanas, cinco casais escolheram também a ponte de Shiniuzhai para trocar alianças, mas em todos esses casos, os noivos não se arriscaram a tirar os pés da estrutura de vidro.

  • China testa ponte de vidro com martelos e carro de 2 toneladas

    Mundo

    Depois de 20 voluntários baterem à martelada contra o vidro da maior ponte de vidro do mundo, na China, um veículo SUV de duas toneladas e com 11 passageiros andou sobre os panéis rachados. Tudo, para que fique comprovada a segurança da estrutura, no Parque Nacional de Zhangjiajie.

  • Corrida à Agência Europeia Medicamento "não é fácil", admite Costa
    0:50

    Brexit

    António Costa confirmou a apresentação da candidatura para a transferência da agência europeia do medicamento de Londres para Portugal. À margem da cimeira extraordinário sobre o Brexit, o primeiro-ministro salientou a importância da instalação do instituto no país para reforçar a competitividade no setor