sicnot

Perfil

Mundo

Polícia brasileira faz grande operação em complexo de favelas no Rio de Janeiro

Complexo de favelas da Maré, Rio de Janeiro

© Ricardo Moraes / Reuters

A polícia brasileira está a fazer uma grande operação no complexo de favelas da Maré, no Rio de Janeiro, um dia depois de agentes da Força Nacional, destacados para fazer a segurança dos Jogos Olímpicos ali terem sido baleados.

Segundo informações da rede de televisão Globo, os acessos à Vila do João e à Vila dos Pinheiros, principais acessos do complexo de favelas, foram bloqueados por carros da Força Nacional por volta das 06:30 locais (10:30 em Lisboa).

As imagens mostram agentes fortemente armados fazendo um cerco nos acessos.

A área também é vigiada por atiradores de elite do Exército brasileiro.

Informações oficiais do Ministério da Justiça confirmaram que operações naquela comunidade estão a ser feitas hoje pela Polícia Federal e pelo Batalhão de Operações Especiais.

Na última quarta-feira um carro da Força Nacional entrou por engano na região. Três policiais que estavam no veículo foram atacados por criminosos que dominam a área, sendo que dois deles acabaram feridos.

Desde o início dos Jogos olímpicos do Rio de Janeiro cerca de 85 mil homens das polícias civil e militar, juntamente com agentes da Força Nacional, patrulham a cidade.

Apesar do reforço policial alguns incidentes de violência continuam a ser registados na cidade.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".