sicnot

Perfil

Mundo

Porsche chama mais de mil veículos à revisão na China

Reuters

Uma empresa chinesa de importação e exportação de veículos chamou à revisão 1.236 automóveis da marca Porsche, devido a uma falha no pedal de travão, informaram as autoridades do país.

A medida afeta os veículos da empresa alemã, fabricados entre julho de 2013 e fevereiro de 2016, detalhou a Administração Geral de Supervisão e Inspeção de Qualidade e Quarentena da China, sem detalhar quais os modelos afetados.

"A mola de compressão do pedal nos veículos poderia soltar-se, durante a condução, causando grandes riscos à segurança", assinalou o organismo.

A China tornou-se, no ano passado, o principal mercado da Porsche, com as vendas a aumentarem 24%, face a 2014, para 58 mil unidades - mais de um quinto dos 225 mil automóveis que a marca alemã vendeu globalmente.

Esta foi a segunda chamada à revisão de uma marca de automóveis de luxo, na China, no espaço de dois dias.

Na quarta-feira, a marca italiana Ferrari anunciou que vai chamar à revisão 621 veículos na China, devido a falhas nos dispositivos de airbag.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.