sicnot

Perfil

Mundo

Turquia anula licenças de ensino de 27 mil professores por alegadas ligações a Gulen

© Umit Bektas / Reuters

O Governo turco anulou as licenças de ensino de 27.424 professores do privado por considerar que mantêm ligações à confraria de Fethullah Gulen, acusado de instigar a tentativa de golpe de Estado de 15 de julho.

A medida foi primeiro noticiada pelo jornal Hurriyet e depois confirmada pelo ministro da Educação, Ismet Yilmaz, segundo o qual o Governo pretende encerrar todas as instituições de ensino vinculadas a "estruturas do Estado paralelo", referindo-se à confraria.

"Nas escolas vinculadas às estruturas do Estado paralelo há 138.000 alunos. Vamos transferi-los (...). A nossa prioridade é que as crianças não sejam prejudicadas e tomaremos todas as medidas com esse fim", disse o ministro à imprensa.

O responsável anunciou também a contratação de 15.000 professores substitutos.

O afastamento destes 27.424 professores do setor privado ocorre depois de o Governo ter suspendido 15.200 professores do público, segundo números oficiais divulgados na semana passada.

O total de funcionários suspensos em relação com a tentativa de golpe ascende a cerca de 70.000.

Lusa

  • Presidente turco instaura estado de emergência para "erradicar" opositores
    1:43

    Mundo

    O Presidente turco instaurou esta noite o estado de emergência com uma duração de três meses. Erdogan justifica a decisão com a necessidade de tomar medidas rápidas e eficazes. O objectivo é atacar o movimento inspirado no clérigo Fethullah Gulen, exilado nos Estados Unidos, e que Ancara considera ser um dos mentores da tentativa de golpe de estado.

  • Erdogan exige a extradição de Gulen

    Mundo

    Numa entrevista exclusiva que o Presidente da Turquia deu à televisão norte-americana CNN, no Palácio Presidencial de Istambul, o líder turco exigiu a extradição do clérigo Fethullah Gülen, que acusa de estar por detrás da tentativa de golpe de Estado da passada sexta-feira.

  • "Esses atos opressivos não beneficiam o presidente deste país"
    1:59

    Mundo

    Numa entrevista à Associated Press, Fethullah Gulen diz que o Presidente turco orquestrou uma farsa para alcançar determinados objectivos políticos. O clérigo muçulmano, acusado pelo regime turco de estar por detrás do golpe de estado falhado na Turquia, nega qualquer envolvimento nos acontecimentos de sexta-feira.

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41