sicnot

Perfil

Mundo

Secretário-geral da ONU preocupado por "crise humanitária" na Venezuela

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, manifestou esta sexta-feira preocupação pela "crise humanitária" que afeta a Venezuela, vincando que aquele organismo está "pronto para ajudar" Caracas.

"Estou muito preocupado pela situação atual, em que as necessidades básicas não podem ser cobertas, como a comida, água, sanidade, roupa, porque não estão disponíveis", disse Ban Ki-moon, numa entrevista ao diário argentino La Nación.

Segundo Ban Ki-moon, a falta de resposta às "necessidades básicas" cria "uma crise humanitária na Venezuela".

"Toda esta situação [de crise humanitária] está criada pela instabilidade política. Antes que nada tem que haver estabilidade política. A ONU está pronta para ajudar, mas as potências e os organismos regionais já estão comprometidos", afirmou.

Por outro lado, frisou apoiar os esforços de mediação do ex-Presidente do Governo espanhol José Luís Rodríguez Zapatero, para um diálogo entre o Governo do Presidente Nicolás Maduro e da oposição, esperando que os resultados sejam positivos e que a Venezuela recupere a sua estabilidade política.

Na Venezuela são cada vez mais frequentes as queixas da população de dificuldades para conseguir localmente produtos básicos e medicamentos.

Desde janeiro último que vigora no país um estado de "exceção e emergência económica". Vários ministros do Governo do Presidente Nicolás Maduro têm reconhecido publicamente que a situação é complicado, mas insistem que a situação não é de crise humanitária.

Organismos regionais, como a União de Nações da América do Sul (Unasul), a Organização de Estados Americanos (OEA) e o Mercado Comum do Sul (Mercosul) têm expressado preocupação pela situação venezuelana.

Lusa

  • Jovem que morreu numa estância de esqui em Espanha sofreu um aneurisma
    1:26
  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira