sicnot

Perfil

Mundo

Uso do burkini banido das praias de Cannes

© TIM WIMBORNE / Reuters (Arquivo)

As autoridades locais de Cannes, no sul de França, proibiram o uso burkini, fato-de-banho islâmico que tapa totalmente o corpo. A decisão de banir a utilização do burkini das praias de Cannes baseia-se no facto desta peça de roupa "ser um símbolo do extremismo islâmico", explicou o presidente da Câmara, David Lisnard.

O autarca esclareceu também que França tem sido alvo de vários atentados de grupos islâmicos e que, por isso, é necessário tomar medidas para travar comportamentos extremistas, que possam de alguma forma estar associados ao terrorismo.

França está em alerta máximo depois do ataque em Nice, também no sul do país, a 14 de julho, que provocou a morte de 84 pessoas.

De acordo com a medida aprovada em Cannes, quem transgredir a lei que proíbe o uso do burkini terá de pagar uma multa de 38€. Antes disso, as autoridades dão a quem violar a regra a possibilidade de sair da praia ou trocar de fato-de-banho.

A medida foi aprovada em Cannes no final de julho e até agora ninguém foi detido na sequência da nova legislação.

Esta já não é a primeira vez que o uso de uma peça de roupa feminina usada pelas mulheres muçulmanas é proibida em França. Em 2011, a burka, que cobre totalmente o rosto e o corpo, e o niqab, que tapa parcialmente a face, passaram a ser interditas no país, o primeiro da Europa a avançar com estas proibições.

Um parque aquático privado próximo de Marselha, no sul do país, proibiu esta semana o "dia do burkini", uma iniciativa de uma associação de mulheres muçulmanas. A forte polémica e medo de "perturbações da ordem pública" justificaram a decisão.

  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • "Toda a gente merece direitos iguais"
    0:14

    Mundo

    A polícia de Istambul montou cordões de segurança para dispersar a multidão que se juntou para a Marcha do Orgulho Gay, este domingo. O Governo proibiu a marcha por considerar que representa um risco para a segurança pública. Uma das ativistas fala numa decisão sem sentido, e diz que todas as pessoas merecem direitos iguais.

  • "Ela veio lá de fora e começou a atropelar as pessoas"
    0:43

    Mundo

    O atropelamento deste sábado em Newcastle, no Reino Unido, provocou pelo menos seis feridos. No local, as pessoas relatam momentos de pânico. Uma testemunha afirma que a condutora nunca perdeu o controlo do carro e que dirigiu intencionalmente contra a multidão.