sicnot

Perfil

Mundo

É pouco provável que ataque em comboio seja ato terrorista, diz polícia suíça

É pouco provável que ataque em comboio seja ato terrorista, diz polícia suíça

Pelo menos seis pessoas ficaram feridas num ataque num comboio, no leste da Suíça. O agressor, um homem de 27 anos, tem nacionalidade suíça e também ficou ferido. A polícia está a investigar o caso, mas garante que é pouco provável tratar-se de terrorismo.

  • Ataque em comboio na Suíça faz seis feridos

    Mundo

    Um homem incendiou este sábado uma carruagem de um comboio na Suíça utilizando um líquido inflamável e também esfaqueou passageiros, ferindo seis pessoas, incluindo uma criança de seis anos, informou a polícia. O homem, um cidadão suíço de 27 anos, realizou o ataque num comboio que circulava no leste da Suíça, na fronteira com o Liechtenstein, e também ficou ferido, indicou num comunicado a polícia regional de St. Gallen.

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42