sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 81 mil funcionários afastados após a tentativa de golpe na Turquia

Os trabalhadores do setor público turco, que foram despedidos ou suspensos depois do fracassado golpe militar de 15 de julho, são mais de 81 mil, afirmou este sábado o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim.

"Foram suspensas de cargos 76.597 pessoas e foram expulsas de cargos de funcionários 4.897. Há mais de 3.000 militares e, quanto aos restantes, são juízes e funcionários civis. Somando suspensos e expulsos, o total é de 81.494 pessoas", indicou o responsável.

Os funcionários suspensos são suspeitos de ligações ao pregador islamita Fethullah Gulen, acusado pelo presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, de instigar a tentativa de golpe.

O pregador, autoexilado nos Estados Unidos desde 1999, já afirmou que condenou o golpe desde o primeiro momento e assegurou que o movimento que fundou não pretende o poder.

Num discurso divulgado pela cadeia de televisão NTV, Binali Yildirim acusou os membros da confraria de Gulen de "terem criado redes de comunicação privadas" e disse que existem mais de 50 mil nomes envolvidos.

Grande parte dos funcionários turcos afastados depende do Ministério da Educação. Foram anuladas as licenças de ensino de 21 mil professores e destituídos 15.200 funcionários.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.