sicnot

Perfil

Mundo

Apenas 24% das crianças da Guiné-Bissau são registadas à nascença

© Kenny Katombe / Reuters

Um inquérito publicado no fim de semana pela UNICEF mostra que apenas 24 por cento das crianças da Guiné-Bissau são registadas logo à nascença, o que dificulta o Estado na elaboração de boas políticas para melhorar a sua condição de vida.

A conclusão é do quinto MICS (Inquérito aos Indicadores Múltiplos) sobre a situação da criança e mulher guineenses, que desta vez incluiu a realidade dos homens, relativamente ao ano 2014, conduzido pelo Governo da Guiné-Bissau mas realizado pelo Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF).

Apesar de algumas melhorias, nomeadamente na diminuição da taxa da mortalidade infantil, o inquérito concluiu que "ainda persistem dificuldades por ultrapassar", designadamente no acesso à educação, considerada condição essencial para "uma vida melhor" de uma criança.

Para chegar à escola, a criança deve ser, antes de tudo, registada logo à nascença para que passe a contar nas estatísticas e desta forma ajudar o Governo na elaboração das políticas públicas, refere o estudo.

O MICS 5 concluiu que apesar de o registo civil de crianças até aos cinco anos de idade ser gratuito, a prática depende muito de campanhas organizadas pontualmente pelas autoridades e só vem a ocorrer se o menor frequentar uma escola, logo tardiamente.

Uma outra conclusão do MICS 5 em relação à situação da infância na Guiné-Bissau é a inexistência de um serviço sistemático de registo de óbitos de crianças sobretudo no interior do país.

Na maioria das famílias guineenses, as crianças são obrigadas a trabalhar para ajudar a garantir na subsistência da família, ainda assim um quarto delas, 28%, apresentam atraso no crescimento, devido da má nutrição.

O MICS 5 apurou igualmente que existe pouco envolvimento de adultos nas atividades que estimulem o desenvolvimento das crianças e que 71,2 por cento entram para o sistema escolar sem passar pelo pré-escolar, o que reflete no aprendizado e vida adulta.

O MICS revela ainda que na Guiné-Bissau 51% das mulheres dos 15 a 24 anos são alfabetizadas contra 70% de homens e que as mulheres do meio urbano vão mais à escola, 73%, contra 25% no mundo rural.

Quanto aos homens, 86% frequentaram a escola do meio urbano e apenas 14% no mundo rural.

Ainda em relação às melhorais na saúde, o estudo diz que aproximadamente 91 por cento das crianças de 12 a 23 meses de vida tomaram a vacina BCG, que a taxa de fecundidade das adolescentes 15 a 19 anos é de 106 por mil e a percentagem da gravidez precoce, antes dos 18 anos, é de 28 por cento entre as mulheres com idades entre 20 a 24 anos, revela ainda o inquérito.

Diz ainda que 75 por cento da população guineense usa uma fonte melhorada de água potável.

Quanto ao fenómeno violência doméstica, o MICS 5 concluiu que 42% das mulheres inquiridas pensa que se justifica que o marido / parceiro as bata ou espanque pelo menos uma vez em situações como estas: A mulher não presta atenção aos filhos, sair sem dizer nada ao marido, discutir com o marido, recusar ter relações sexuais ou queimar a comida.

Estes pressupostos foram admitidos mais entre as mulheres sem nenhuma instrução escolar, assinala o estudo que indica, porém, que 29 por cento dos homens concordam com estas justificações para "castigar" a mulher.

Quarenta e cinco por cento das mulheres, dos 15 a 49 anos, declararam ter sido submetidas a alguma forma de mutilação genital, sendo que a prática ocorre mais no meio rural, sobretudo nas regiões do leste do país, Gabu e Bafatá, predominantemente habitada por indivíduos da população islamizada.

Na Guiné-Bissau, 92 por cento de homens já ouviram falar da SIDA e 98 por cento das mulheres já ouviram falar da doença, contudo, 88 por cento de homens conhecem a principal forma de prevenção da infeção (fidelidade e uso do preservativo nas relações sexuais) e 64 por cento de mulheres.

Em relação ao acesso à informação, contrariamente à tendência mundial, a mulher guineense lê menos que o homem, ouve menos rádio e vê menos televisão que o homem, ainda assim a rádio constitui a sua principal fonte de informação.

De modo geral 95% da população entrevistada, tanto mulheres como homens, sobretudo os jovens com idades entre 15 a 24 anos, dizem-se satisfeitos com a vida que levam.

Os resultados do MICS 5, inquéritos realizados entre março a julho de 2014, foram trabalhados a partir de questionários feitos em cerca de sete mil agregados familiares.

Lusa

  • Morreu o vocalista da banda Linkin Park

    Cultura

    Um dos vocalistas da banda de metal alternativo Linkin Park, Chester Bennington, morreu, em casa, numa cidade do condado de Los Angeles, aos 41 anos. Chester Bennington ter-se-á suicidado, de acordo com a plataforma TMZ. O músico juntou-se aos Linkin Park em 1999, três anos após a formação da banda, que editou o seu álbum de estreia, "Hybrid Theory", em 2000. O disco, do qual fazem parte temas como "In the End", "Crawling" e "One Step Closer", vendeu dez milhões de cópias só nos Estados Unidos.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • CGTP acusa PT de ilegalidades no dia da greve
    0:46

    Economia

    A CGTP pede a intervenção do Governo na PT. Esta quinta-feira, na SIC Notícias, Arménio Carlos acusou a empresa de estar a cometer mais uma ilegalidade, ao ter requisitado trabalhadores para cumprir serviços mínimos uma semana antes do permitido por lei.

  • Altice responde a António Costa
    1:33

    Economia

    A Altice respondeu ao Governo, na sequência das críticas de António Costa, lamentando que Portugal não reconheça a importância dos investimentos que o grupo faz no país. A dona da PT inaugurou esta quinta-feira um novo call center em Vieira do Minho e, na sexta-feira, está marcada uma greve geral dos trabalhadores da PT.

  • Protesto dos enfermeiros é "ilegal"
    2:37
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26

    Aqui há História

    Os baixios da barra do Tejo já foram cemitério de centenas de embarcações. Uma delas foi o Patrão Lopes, o navio de salvamento que saía para o mar quando todos fugiam das tempestades. Foram cinco dias em agonia até naufragar no Bugio, num caso que acabou na barra do tribunal. 80 anos depois, a SIC mergulhou no Patrão Lopes porque "Aqui Há História".

  • Sismo de magnitude 6.9 na Turquia

    Mundo

    Um forte sismo com magnitude 6.9 na escala de Richter fez-se sentir esta quinta-feira a sul da cidade turca de Bodrum. A informação foi avançada pela agência norte-americana de Geologia.