sicnot

Perfil

Mundo

Chinesa sobreviveu 38 horas dentro de água

A mulher foi avistada por pescadores perto da costa de Zhoushan, e resgatada "apenas com algumas feridas no braço".

© Erik de Castro / Reuters

Uma chinesa, que caiu ao mar durante um cruzeiro entre a China e o Japão, foi salva após passar 38 horas dentro de água, a nadar e flutuar, informou hoje o jornal oficial China Daily.

A mulher de 32 anos, que o jornal identifica como Wang, chegou mesmo a dormir algumas horas enquanto flutuava na água, asseguram os médicos que a examinaram após o resgate.

Wang viajava de barco com os seus pais, que deram pelo seu desaparecimento na noite de quarta-feira, dia 10 de agosto, após esta ter dito que ia passear sozinha pelo convés.

Após anunciado o desaparecimento, 100 voluntários realizaram buscas dentro da embarcação, e ao não encontrar a mulher, assumiram que esta teria caído do barco e deram-na como falecida, devido à altura do convés (20 metros).

Dois dias depois, o pai de Wang recebeu uma chamada a anunciar que a sua filha tinha acabado de ser resgatada.

"Só quando ouvi a voz da milha filha é que acreditei que estava viva? É um milagre!", disse, em declarações ao jornal chinês The Paper.

A mulher foi avistada por pescadores perto da costa de Zhoushan, no litoral da província de Zhejiang, costa leste da China, e resgatada, "apenas com algumas feridas no braço", segundo disse um dos homens que participou do salvamento.

A mulher disse que caiu ao mar quando se apoiava num corrimão.

Lusa

  • Manifestação contra resultados do partido alemão de Extrema-Direita
    0:39
  • Ciclista Peter Sagan tricampeão do mundo

    Desporto

    O eslovaco Peter Sagan deixou este domingo mais uma marca na história do ciclismo, ao sagrar-se campeão do mundo de fundo pela terceira vez consecutiva, uma proeza inédita para norueguês ver e lamentar.