sicnot

Perfil

Mundo

Pânico no aeroporto JFK em Nova Iorque após falso alarme de disparos

Pânico no aeroporto JFK em Nova Iorque após falso alarme de disparos

Rumores da ocorrência de tiros provocaram momentos de pânico no principal aeroporto de Nova Iorque na noite de domingo, e levaram as autoridades aeroportuárias a evacuar pelo menos dois terminais. Centenas de passageiros ficaram bloqueadas durante mais de duas horas no terminal 1 do aeroporto internacional John F. Kennedy. O pânico generalizou-se depois de a polícia ter mandado os passageiros deitarem-se no chão, antes de serem retirados do local.

Segundo as autoridades de Nova Iorque e Nova Jersey citadas pela AFP, uma investigação preliminar concluiu que não tinham sido efetuados disparos e que não havia feridos. Dois terminais foram evacuados por precaução.


A investigação continuava em curso e polícias foram destacados para os aeroportos JFK e La Guardia. O porta-voz Joe Pentangelo disse que as informações dos disparos eram, segundo a polícia da Autpridade Portuária, "infundadas".

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.