sicnot

Perfil

Mundo

Cerca de 500 pessoas retiradas de navio de cruzeiro em Porto Rico devido a incêndio

As autoridades de Porto Rico retiraram esta quarta-feira cerca de 500 pessoas de um navio de cruzeiro procedente da República Dominicana devido a um incêndio a bordo, que não provocou vítimas.

© Alvin Baez / Reuters

Embarcações da Guarda Costeira e da Polícia de Porto Rico retiraram os passageiros do navio Caribbean Fantasy, que foram assistidos em San Juan por equipas médicas da Administração de Serviços Médicos do Governo da ilha.

Alguns passageiros receberam assistência médica devido a inalação de fumos e a polícia informou que várias pessoas foram transferidas para um centro médico de San Juan, capital de Porto Rico, devido a crises nervosas provocadas pelo acidente.

O cruzeiro Caribbean Fantasy, da America Cruise Ferries, partiu terça-feira de Santo Domingo, tendo o alerta para incêndio sido dado às 08:00 locais (13:00 em Lisboa) já a poucos quilómetros do porto de San Juan.

Lusa

Carlos Giusti

© Handout . / Reuters

Carlos Giusti

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.