sicnot

Perfil

Mundo

Padarias na Venezuela que permitam longas filas vão ser multadas

As autoridades venezuelanas acusaram esta quarta-feira os padeiros de estar a fazer política contra o regime do Presidente Nicolás Maduro e anunciaram que vão multar as padarias que permitam longas filas de clientes para comprar pão.

"A recorrência das filas com relação a este produto (venda/compra de pão), (...) situada somente em Caracas, faz-nos pensar que aí há uma intenção política, que sabemos qual é", disse o Superintendente Nacional de Preços Justos.

Segundo William Contreras, "há uma ordem especial" dada pelo Executivo para que seja feita "a distribuição de farinha de trigo aos padeiros", um produto "que desde julho chega (ao país) em condições normais, que deveria permitir a estabilização do sistema".

Para as autoridades venezuelanas as filas que diariamente se registam nas padarias de Caracas, em horas da manhã e da tarde, para comprar pão, não se devem a "falhas do produto (farinha de trigo), pois a matéria-prima está a chegar com normalidade".

O anúncio do superintendente teve lugar em Caracas, durante uma "caravana da sardinha" (distribuição de sardinhas), uma semana depois de o Presidente Nicolás Maduro acusar os padeiros venezuelanos de serem responsáveis pela escassez de pão e instar o ministro da Defesa e encarregado do programa governamental "Missão Abastecimento Soberano" a tomar medidas.

A 10 de julho último, as autoridades venezuelanas confirmaram ter multado 171 padarias, em 48 horas, incluindo várias propriedade de portugueses radicados na Venezuela, por alegadamente estarem a restringir a oferta e a condicionar a venda de pão.

"Não há razão para que os donos das padarias apliquem estes mecanismos de restrição da oferta, quando o Estado venezuelano, através do Ministério Popular para a Alimentação, tem garantido a matéria-prima básica, como é a farinha de trigo", disse o superintendente.

William Contreras falava aos jornalistas durante uma inspeção à Gran Majestic II, uma padaria propriedade de empresários portugueses que também foi multada e obrigada a encerrar por um período de 72 horas.

Fontes empresariais confirmaram hoje à agência Lusa que durante a inspeção foi detido um luso-descendente, administrador da Gran Majestic II e que no dia de hoje ainda não tinha sido libertado.

Lusa

  • Explosão no aeroporto de Damasco

    Mundo

    Uma explosão de grandes dimensões atingiu, esta manhã, o aeroporto de Damasco, na capital Síria. O ataque terá sido realizado pelas forças israelitas.

    Em atualização

  • Habitantes de Almeida barricaram-se durante seis horas em agência da CGD
    2:31

    País

    Perto de 100 pessoas estiveram esta quarta-feira barricadas na agência da Caixa Geral de Depósitos em Almeida, distrito da Guarda. O protesto contra o encerramento da agência só terminou quase seis horas depois, com a garantia que os autarcas serão recebidos na próxima terça-feira pela Administração do banco público. 

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Papa apelou à revolução da ternura
    0:52
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • Diário de John F. Kennedy vendido por 660 mil euros

    Mundo

    Um diário escrito por John F. Kennedy quando jovem, durante uma curta passagem pelo jornalismo, depois da II Guerra Mundial, foi vendido por mais de 700 mil dólares (642 mil euros), informou esta quarta-feira uma casa de leilões.