sicnot

Perfil

Mundo

Parte do nosso bronzeado é intergaláctico

Reuters

O Sol não é o único responsável pela alteração do tom de pele. O bronzeado é possível graças a uma porção de luz de outras galáxias, mais além da Via Láctea.

Ao andar ao ar livre, o nosso corpo recebe milhares de milhões de fotões por segundo. A maioria vem do Sol, mas uma pequena fração - cerca de 10 mil milhões de fotões - vem de muito, muito, mas muito longe.

Os fotões viajaram pelo espaço durante milhões de anos até chegar à pele dos terrestres, revela uma estudo publicado na revista Astrophysical Journal. "Nasceram" no coração de estrelas ou matéria à medida que entravam num buraco negro.

A equipa de astrónomos, da Universidade da Austrália Ocidental, Universidade do Estado do Arizona e da Universidade de Cardiff, analisou dados recolhidos pela NASA Galaxy Evolution Explorer e pelos telescópios espaciais Spitzer e Hubble, pelo observatório Herschel da ESA e pelo Galaxy And Mass Assembly da Austrália.