sicnot

Perfil

Mundo

Polícia turca lança operação contra suspeitos de financiar Fethullah Gülen

A polícia turca lançou hoje uma operação em Istambul, centro económico, e noutras províncias contra empresas suspeitas de financiarem o clérigo Fethullah Gülen, que as autoridades acusam de instigar o golpe falhado em julho, informou a imprensa local.

​Foram emitidos 187 mandados de prisão no quadro da operação, a segunda desde o início da semana, que visa sobretudo empresários conhecidos, informou a estação CNN-Türk.

Um milhar de polícias levou a cabo a operação durante a madrugada em vários bairros de Istambul, segundo a CNN-Türk.

Na terça-feira, uma operação similar visou empresas conhecidas como sendo próximas do clérigo muçulmano autoexilado nos Estados Unidos desde 1999. Cerca de 100 pessoas ficaram em prisão preventiva.

Na noite de quarta-feira, o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, disse que no quadro da purga massiva lançada na função pública contra os simpatizantes de Gülen, inimigo designado do Presidente Recep Tayyip Erdogan, 40.029 pessoas foram colocadas em detenção, das quais 20.335 acusadas e presas.

Mais de 5.000 funcionários foram demitidos e quase 80.000 foram suspensos, acrescentou durante uma entrevista à estação pública.

Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14