sicnot

Perfil

Mundo

Turquia liberta prisioneiros para ter espaço para os 17 mil detidos do golpe de Estado

© Umit Bektas / Reuters

No total serão 38 mil prisioneros a regressar a casa, em liberdade condicional, para que as prisões do país tenham espaço para acolher os cerca de 17 mil cidadãos que estão em prisão prteventiva depois do golpe de Estado falhado do dia 15 de julho.

O decreto de lei anunciado esta semana, permite que os condenados por delitos menores sejam libertados.

O ministro da Justiça diz que não se trata de um perdão mas apenas de alterar o local on cumprem a pena.

Na Turquia ainda há mais de 5500 pessoas que aguardam julgamento por causa de alegados envolvimentos na tentativa de golpe de Estado.

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07