sicnot

Perfil

Mundo

Paquistanês esfaqueia 17 mulheres em Rawalpindi

Um paquistanês esfaqueou 17 mulheres, no espaço de alguns meses, nas ruas da cidade de Rawalpindi, uma das quais acabou por morrer, tendo sido detido e acusado, anunciou esta sexta-feira a polícia local.

Segundo disse à agência francesa AFP o agente Malik Zulfiqar Hussain, um dos responsáveis pelo inquérito, Muhammad Ali, de 22 anos, justificou os atos como "vingança" por uma madrasta cruel. "Detesto as mulheres, quero vingar-me", terá dito à polícia.

Muhammad Ali terá contado que, após a morte da sua mãe, quando era ainda pequeno, o seu pai casou-se de novo, com uma mulher que o maltratou.

Desde finais de janeiro que Muhammad Ali -- detido este mês e acusado de homicídio e tentativa de homicídio -- atacava mulheres com quem se cruzava na rua, de todas as idades, utilizando uma faca de cozinha. Uma das vítimas, uma enfermeira, acabou por morrer esta semana.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Detida no Brasil portuguesa acusada de várias burlas nos últimos 20 anos
    3:04

    Mundo

    A Polícia do Rio de Janeiro deteve uma portuguesa acusada de várias burlas nos últimos 20 anos. Ana Resende fazia-se passar por funcionária do consulado e prometia vistos e outros documentos para tirar dinheiro das vítimas. Esta é a terceira vez que a polícia brasileira detém a portuguesa por acusações de burla.