sicnot

Perfil

Mundo

Trump visita afetados pelas cheias no Luisiana e critica ausência de Obama

O candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, visitou esta terça-feira as zonas afetadas pelas inundações no Luisiana e criticou o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, por ainda não ter visitado aquela estado.

As cheias no Luisiana provocaram pelo menos 13 mortos e destruíram 40.000 casas.

Donald Trump realizou uma visita rápida acompanhado pelo seu candidato à vice-presidência, Mike Pence, tendo-se deslocado a vários bairros atingidos pelas inundações e conversar com voluntários e vítimas das cheias.

"O Presidente disse que não pode ir, está a acabar uma partida de golfe", afirmou aos jornalistas Donald Trump, no final da visita.

Donald Trump salientou que o estado "precisa de ajuda".

"O que aconteceu aqui é incrível. Estou aqui para ajudar", sublinhou.

O governador democrata do Luisiana, John Bel Edwards, disse que pelo menos 70.000 pessoas se inscreveram como afetadas pelas inundações para receber ajuda do Governo federal.

Grandes extensões do território do Luisiana permanecem debaixo de água e 40.000 casas estão inundadas.

A Casa Branca anunciou hoje que Barack Obama vai deslocar-se ao Luisiana na terça-feira para falar com os responsáveis locais e perceber a forma como o Governo federal pode ajudar.

Lusa

  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • Mais de 120 pessoas com hepatite A
    2:23

    País

    O surto de hepatite A já infetou 128 pessoas, 60 das quais estão internadas em hospitais de Lisboa e Coimbra. A Direção-Geral da saúde recomenda a vacinação apenas aos familiares dos doentes. Apesar de não haver ruptura de stocks, há farmácias que não têm vacinas.

  • Sobreviventes de Mossul relatam mutilações e execuções do Daesh
    1:32