sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades israelitas prolongam prisão de jornalista por três meses

As autoridades israelitas prolongaram por três meses a prisão sem julgamento ou acusação de um jornalista palestiniano que alegam pertencer a uma "organização terrorista", divulgou esta sábado uma organização não-governamental palestiniana.

Omar Nazzal, membro do Sindicato dos Jornalistas Palestinianos, foi preso a 23 de abril na fronteira entre a Cisjordânia, território palestiniano ocupado por Israel, e a Jordânia, onde deveria ter apanhado um avião para ir ao Congresso da Federação Europeia de Jornalistas na Bósnia.

Os palestinianos acreditam que este é mais um ataque à liberdade de imprensa por parte de Israel e várias organizações internacionais apelaram à libertação de Nazzal, de 54 anos, que está em greve de fome desde 04 de agosto.

Um tribunal militar de Israel decidiu em maio colocar Nazzal em detenção administrativa até 22 de agosto, "devido à sua participação numa organização terrorista" e "não por causa de suas ações como jornalista", precisou o Exército israelita.

O jornalista deveria ser libertado ou acusado na segunda-feira, mas os seus advogados foram informados de que a prisão administrativa seria prorrogada por três meses, informou o Grupo de Prisioneiros Palestinianos.

Israel acusa Nazzal de estar implicado "nas atividades do grupo terrorista Frente Popular de Libertação da Palestina (FPLP)", a esquerda histórica palestiniana.

A detenção administrativa é um regime extrajudicial herdado das leis de emergência do mandato britânico sobre a Palestina, que permite à Israel prender os suspeitos por períodos renováveis indefinidamente, sem serem acusado ou sem se fornecer um advogado.

Segundo o Sindicato dos Jornalistas Palestinianos, além de Nazzal, 19 outros jornalistas ou estudantes de jornalismo estão detidos em Israel.

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano