sicnot

Perfil

Mundo

Iraque executa 36 condenados pelo envolvimento no massacre de Spiker

© Stringer . / Reuters

As autoridades iraquianas executaram este domingo, por enforcamento, 36 condenados pelo seu envolvimento no "massacre de Spiker", no norte de Tikrit, em que o Daesh assassinou centenas de soldados iraquianos em junho de 2014.

O canal de televisão estatal Al Iraquiya informou que o Ministério da Justiça começou a aplicar a pena de morte a 36 de condenados na prisão de Al Naseriya, na província de Zi Qar, sul do Iraque.

O diário público Al Sabah indicou que as sentenças foram referendadas pelo tribunal e pela presidência iraquiana.

Pelo menos 64 pessoas foram condenadas à morte por aqueles crimes em dois julgamentos cujas sentenças foram divulgadas em fevereiro e julho de 2015.

Quando a base militar de Spiker foi tomada pelo Daesh havia cerca de 1.700 militares, sendo que a maioria deles foi executada pelos jihadistas.

Mais de 500 cadáveres de Spiker foram exumados de valas comuns deste 31 de março de 2015 pelas tropas iraquianas que conseguiram expulsar os jihadistas de Tikrit, assumindo o controlo da região.

Este foi um dos massacres mais graves cometidos pelo Daesh no Iraque e desencadeou ações de vingança das milícias xiitas contra os sunitas, que são acusados de apoiar os jihadistas.

Lusa

  • "Não partilhei SMS com ninguém"
    0:43

    Caso CGD

    António Domingues afirma que nunca revelou o conteúdo das mensagens trocadas com o ministro das Finanças sobre a entrega das declarações de património ao Tribunal Constitucional. O tema dos SMS foi abordado pelo ex-presidente da Caixa na sequência de uma pergunta do PCP sobre declarações feitas por António lobo Xavier no programa da SIC Notícias "Quadratura do Círculo".

  • "As regras europeias de bem estar animal são dogmas", diz diretor-geral de Veterinária
    1:32

    País

    O diretor-geral de Alimentação e Veterinária considera que as regras de bem estar animal que existem na União Europeia (UE) "parecem configurar uma transfiguração antropomórfica dos animais". Em declarações à SIC, a propósito da exportação de animais vivos para países terceiros, que têm outras regras de abate, Fernando Bernardo defendeu ainda que o método usado em Israel provoca uma insensibilização mais rápida do que o praticada na UE.

  • PAN questiona Governo sobre aposta na exportação de animais vivos para o Médio Oriente
    1:56

    País

    O partido Pessoas-Animais-Natureza lembra que à luz do Regulamento nº. 1/2005 do Conselho Europeu, os estados-membros da União Europeia (UE) devem evitar transportar animais vivos em viagens de longo curso. O deputado André Silva considera, por isso, que "o Estado português está a incumprir o regulamento" ao fomentar estas viagens, numa clara aposta económica em torno da exportação de animais vivos para Israel e outros destinos fora da UE. Para o deputado do PAN, é muito difícil ou "mesmo impossível assegurar o bem estar dos animais" em viagens de vários dias.

  • Trump pensou que presidência "seria mais fácil"

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos Donald Trump afirmou que a Presidência é mais difícil do que pensava e que tem saudades da vida que levava antes, em entrevistas a propósito dos primeiros 100 dias em funções.