sicnot

Perfil

Mundo

Militantes LGBT exigiram justiça pela morte de transexual na Turquia

CEM TURKEL

Cerca de 200 militantes da causa transgénero manifestaram-se este domingo em Istambul para exigir justiça após a bárbara morte de uma transexual no início do mês.

O corpo de Hande Kader, transexual prostituta de 22 anos, foi encontrado mutilado e queimado, num bairro chique de Istambul, uma semana após ter sido vista pela última vez a entrar na viatura de um cliente.

Militante ativa da causa LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros), Hande Kader transformou-se num ícone da comunidade após enfrentar a polícia com canhões de água e balas de borracha quando tentava impedir a marcha do Orgulho Gay, em junho de 2015.

"Justiça para Hande Kader" ou "Lutemos pela nossa sobrevivência" foram palavras de ordem dos manifestantes que percorreram uma artéria central de Istiktal, observados pela polícia que não interveio.

CEM TURKEL

"Iremos lutar até que seja encontrado o responsável pela morte de Hande Kader", declarou um transexual responsável pela comunidade LGBT em Istanbul.

Um outro transexual leu um comunicado explicando que "as mortes dos transexuais são políticas, os responsáveis são aqueles que defendem um sistema +hetero-normal+" e "o sistema educativo conservador que não nos leva em consideração".

Cerca de 40 transexuais foram mortos na Turquia desde 2008, segundo as associações LGBT.

Lusa

  • Campanha eleitoral em Angola chega hoje ao fim

    Mundo

    Os candidatos às eleições gerais angolanas de quarta-feira terminam hoje um mês de campanha, com milhares de quilómetros percorridos, uma breve aparição de José Eduardo dos Santos e as possíveis coligações em destaque.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08
  • A insólita entrevista de Jerry Lewis que se tornou viral
    2:39

    Cultura

    Jerry Lewis concedeu no início deste ano uma entrevista insólita que se tornou viral nas redes sociais. O comediante decidiu, pura e simplesmente, não colaborar com o entrevistado. Lewis tinha na altura 90 anos e continuava a trabalhar, tendo participado no filme "Max Rose", em 2016.