sicnot

Perfil

Mundo

Sobe para 50 o número de mortos em ataque suicida na Turquia

Daesh apontado como o responsável pelo atentado em Gaziantep na Turquia

© Osman Orsal / Reuters

O gabinete do governador da província turca de Gaziantep, Ali Yerlikaya, anunciou hoje que o número de mortos causados pelo atentado num casamento perto da fronteira síria subiu para 50, com a presidência a responsabilizar o Estado Islâmico.


Em comunicado, o gabinete de Yerlikaya declarou que "o número dos mortos nos atentados terroristas é, neste momento, 50", elevando o balanço anterior que dava conta de 30 vítimas mortais.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, já afirmou que o ataque foi provavelmente levado a cabo pelo Estado Islâmico, acrescentando, citado pela Al-Jazeera, que a Turquia tem uma mensagem para os atacantes: "Não serão bem-sucedidos".

"Condenamos os traidores que organizaram e levaram a cabo este ataque", afirmou o governador da província num comunicado anterior, acrescentando que os responsáveis seriam "levados à justiça".

Mehmet Erdogan, deputado do Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP, islâmico e conservador, no poder) disse que não era claro quem tinha sido o autor do ataque, mas que havia uma "elevada possibilidade" de se tratar de um ataque suicida.

O deputado acrescentou que era o tipo de atentado que podia ter sido perpetrado pelo grupo Estado Islâmico ou pelo Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

A explosão ocorreu no distrito de Sahinbey, com um elevado número de residentes curdos.

Segundo informações citadas pela AFP, o casamento tinha uma forte presença curda.

Lusa

  • Vários mortos em explosão na Turquia
    0:37

    Mundo

    As agências internacionais de notícias e também a BBC adiantam que há vários mortos e a Reuters fala em pelo menos oito mortos e 60 feridos. O alegado bombista suicida fez-se explodir numa festa de casamento na cidade de Gaziantep, perto da fronteira com a Síria. Pela proximidade, os primeiros relatos sugerem que possa ter ligações ao grupo jihadista.

  • Milhares protestam contra Donald Trump no Dia do Presidente
    1:55

    Mundo

    Milhares de pessoas voltaram a protestar contra Donald Trump, nos Estados Unidos da América. As marchas em várias cidades aconteceram no feriado que assinala o Dia do Presidente. Os manifestantes exigiram a destituição do chefe de Estado.

  • O mistério da morte do meio irmão de Kim Jong-un
    2:32
  • Jornalista bielorrusso come jornal após perder aposta

    Desporto

    Vyacheslav Fedorenko, editor de desporto de um importante jornal da Bielorrúsia, apostou que o Dinamo Minsk não chegaria aos play-offs da Kontinental Hockey League (KHL), uma liga internacional dominada por equipas russas. Perdeu e acabou a comer as próprias palavras, impressas em papel.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Homens e mulheres nas tarefas domésticas
    2:09

    País

    Nas gerações mais novas, já há sinais de mudança na divisão e partilha de tarefas em casa. No entanto, entre os mais velhos, as tarefas de casa são quase sempre obrigação da mulher. A igualdade entre homens e mulheres é ainda miragem dentro de casa e em termos de salários.