sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro de Itália defende refundação da UE após Brexit

O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, afirmou hoje que a União Europeia vai precisar de se refundar, depois da vitória dos partidários da saída do Reino Unido da UE (Brexit) no referendo realizado em junho.

"É fácil culpar a Europa de tudo. Mais difícil é tentar construir uma Europa diferente, que dê mais atenção aos valores e menos à alta finança", escreveu Renzi na sua página no 'Facebook', explicando por que convidou a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, François Hollande, para uma míni-cimeira hoje na ilha italiana de Ventotene.

"É isso que estamos a tentar fazer com toda a energia que temos", acrescentou.

As perspetivas económicas da UE, os ataques 'jihadistas', a crise de refugiados e migrantes, a guerra na Síria e as relações com a Rússia e com a Turquia estão, além do Brexit, na agenda do encontro entre os três dirigentes.

Renzi, Merkel e Hollande vão tentar chegar a uma posição comum, com vista à cimeira informal europeia de Bratislava, onde vai ser debatido o futuro da UE a 27.

O primeiro-ministro italiano admitiu que a saída do Reino Unido do bloco coloca desafios difíceis à UE.

"Confrontados com problemas, temos uma escolha: encontrar um culpado ou encontrar uma solução", escreveu.

"Estamos a trabalhar para resolver os problemas. E isso significa que queremos uma Europa pós-Brexit, que foi atingida no coração pelo terrorismo, que relance um ideal baseado na unidade e na paz, na liberdade e no sonho, no diálogo e na identidade", acrescentou.

Renzi deverá receber Hollande e Merkel em Nápoles cerca das 14:00 TMG (15:00 em Lisboa), seguindo depois para Ventotene, onde visitarão o túmulo de Altero Spinelli, considerado um dos fundadores do ideal da integração europeia.

A reunião de hoje é a segunda entre os três dirigentes desde o referendo britânico de 23 de junho. Na primeira, realizada dias depois da consulta, Renzi, Merkel e Hollande apelaram para "um novo impulso" na UE.

Lusa

  • CDS quer que Governo revele detalhes do negócio do Novo Banco
    0:46

    Economia

    O CDS considera fundamental que o Governo revele os detalhes do negócio do Novo Banco para que pare com a especulação. Os centristas guardam uma posição política para depois de serem conhecidos os pormenores e lembram, mais uma vez, que o Executivo tem uma maioria parlamentar de Esquerda que o apoia.

  • ASAE faz doação de roupa apreendida
    1:15

    País

    A ASAE doou cerca de 200 peças de vestuário à Associação CAIS, apreendidas em ações de fiscalização. O valor destas peças é de quase 10 mil euros. Em 2016, a ASAE fez 100 ações de doação, um total de aproximadamente 14 mil peças.

  • PSD tem dúvidas sobre legalidade da taxa de proteção civil de Lisboa
    0:33

    País

    O PSD disse esta quarta-feira que a taxa de proteção civil da Câmara de Lisboa é um imposto e tem dúvidas sobre a legalidade. Numa reação ao envio deste diploma para o Tribunal Constitucional pelo Provedor de Justiça, os sociais-democratas deixaram ainda a promessa de acabar com a taxa, caso vençam as eleições na capital.

  • Conheça o Spa para recém-nascidos
    1:28

    Mundo

    Chama-se Baby Spa Perth e fica na Austrália. Nos últimos dias, o mundo ficou a conhecer este spa graças às fotografias dos bebés com as boias, que se tornaram virais nas redes sociais. O spa tem hidroterapia personalizada e massagens relaxantes. A boia, Bubby, permite que os bebés possam flutuar na água, sozinhos e em segurança.

    Patrícia Almeida

  • A rã que brilha no escuro
    2:08

    Mundo

    É a última descoberta do reino animal. Foi encontrada acidentalmente na Argentina uma nova espécie de rã, fluorescente.