sicnot

Perfil

Mundo

Renzi, Merkel e Hollande debatem futuro da UE

© Hannibal Hanschke / Reuters

O primeiro-ministro italiano, a chanceler alemã e o presidente francês reúnem-se hoje, em Itália, para discutirem os problemas do terrorismo e da imigração e preparar as próximas etapas chave para o futuro da União Europeia (UE).

A reunião realiza-se na ilha italiana de Ventotene, depois de uma outra que juntou Matteo Renzi, François Hollande e Angela Merkel em junho em Berlim, após o referendo que decretou a saída do Reino Unido da União Europeia ('Brexit').

O encontro visa preparar a cimeira dos líderes europeus de 16 de setembro, em Bratislava, capital da Eslováquia.

O cenário será uma ilha de valor simbólico para a Europa, já que ali se firmou, em 1941, o "Manifesto de Ventotene", cujo título é "Por uma Europa livre e unida", um documento visionário e precursor da UE, redigido pelos italianos Altiero Spinelli, Ernesto Rossi e Eugenio Colorni.

Depois de visitarem o túmulo de Spinelli, os líderes europeus irão deslocar-se ao porta-aviões Garibaldi, para reforçar as linhas já definidas em Berlim para construir uma Europa capaz de garantir a segurança dos seus países e que dê uma maior atenção às políticas dedicadas à juventude e ao crescimento.

A segurança será uma das prioridades desta reunião e serão analisados projetos como a criação de um corpo europeu de guarda fronteiriça ou a implementação de um controlo sistemático de identificação de entrada e saída de pessoas da UE.

Renzi irá colocar a discussão o projeto "Estratégia Global sobre Política Exterior e de Segurança da União Europeia", apresentado pela alta representante nesta matéria, Federica Mongherini.

O primeiro-ministro italiano quer também que se discuta o seu projeto "Migration Compact", que consiste em conceder ajudas aos países africanos que estão na origem ou trânsito de refugiados, em troca de uma ajuda na redução dos fluxos migratórios para a Europa, e que conta com o aplauso do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

A reunião irá realizar-se sob fortes medidas de segurança, com limitação do acesso de turistas a Ventotene, encerramento do espaço aéreo e uma numerosa presença policial na pequena ilha.

Matteo Renzi, François Hollande e Angela Merkel deverão chegar a Ventotene cerca das 17:00 locais (16:00 em Lisboa) e, após um passeio e visita ao túmulo de Spinelli, irão deslocar-se até ao local onde vão dar uma conferência de imprensa, prevista para as 18:00.

A reunião realiza-se depois da conferência de imprensa, durante um jantar, oferecido pelo governo italiano, que deverá terminar pelas 21:00 (20:00 em Lisboa).

Lusa

  • As imagens do granizo que caiu no Algarve
    0:47

    País

    Faro acordou hoje com uma intensa queda de granizo. Pedras de gelo, com cerca de meio centímetro de diâmetro, em especial entre as 06:30 e as 07:00 da manhã. Segundo o IPMA tratou-se de "uma linha de instabilidade" que foi subindo a norte, para os distritos de Beja e Setúbal, mas com menos intensidade" e que provocaram inundações pontuais na via publica e em garagens e algumas quedas de árvore.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59