sicnot

Perfil

Mundo

Governo alemão analisa reintrodução do serviço militar obrigatório

O novo conceito de defesa civil alemão, que inclui a possibilidade de reintrodução do serviço militar obrigatório em circunstância especiais, vai ser analisado na quarta-feira pelo Conselho de Ministros do governo de Berlim.

De acordo com a imprensa alemã, o plano elaborado pelo Ministério do Interior sugere a reativação do serviço militar obrigatório em circunstâncias extraordinárias.

A medida refere também o "apoio às forças de combate" por parte de civis, no caso de a Alemanha, no quadro da NATO, ser obrigada a defender as fronteiras nacionais.

Nesse sentido, a iniciativa do Ministério do Interior contempla a obrigação por parte da população civil de apoio às Forças Armadas em questões de logística, que podem incluir o uso de viaturas e cedência de combustível.

O novo conceito de defesa civil inclui igualmente a colaboração obrigatória de empresas privadas na construção de infraestruturas consideradas fundamentais pelos militares, caso venha a ser necessário.

O governo alemão eliminou o serviço militar obrigatório em julho de 2011, pondo fim a uma medida que se prolongava há 55 anos, porque não considerava essencial para o Exército ou para questões relacionadas com a segurança nacional.

O governo alemão pretende atualizar o conceito de defesa civil apenas um mês depois dos ataques extremistas que se registaram no país e que provocaram mais de duas dezenas de feridos e a morte dos atacantes.

Lusa

  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, fez 100 dias este sábado. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52