sicnot

Perfil

Mundo

ONU revela que violência do Boko Haram fez aumentar risco de fome no nordeste da Nigéria

A violência do grupo extremista Boko Haram fez aumentar os níveis de insegurança alimentar no nordeste da Nigéria, onde 4,5 milhões de pessoas necessitam de ajuda alimentar, informou esta terça-feira a ONU.

O Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas, sediado em Roma, assinalou em comunicado que o número de pessoas em risco de fome nos Estados de Borno, Yobe e Adamawa aumentou em mais de um milhão desde março.

Nos três Estados, mais de 1,5 milhões de pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas, segundo dados da Organização Internacional para as Migrações.

Em Borno e Yobe calcula-se que mais de 65.000 pessoas estão a passar fome em zonas recentemente libertadas, mas ainda inacessíveis.

De acordo com a última análise da situação na zona, realizada em agosto por várias agências internacionais e pelas autoridades nigerianas, teme-se que no próximo mês mais um milhão de pessoas se junte ao grupo dos que precisam de ajuda alimentar para sobreviver.

Os ataques do Boko Haram na Nigéria e nos vizinhos Chade, Camarões e Níger levaram a uma situação de emergência "extremamente grave", salientou o diretor do PAM para a África Ocidental, Abdou Dieng.

Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06