sicnot

Perfil

Mundo

Oito em dez franceses não querem que Sarkozy volte para o Eliseu

Oito em dez franceses não querem que o ex-Presidente conservador Nicolas Sarkozy regresse ao Eliseu em 2017, indica uma sondagem divulgada esta terça-feira, um dia após anunciar as suas aspirações às primárias do seu partido para as presidenciais.

O estudo de opinião, efetuado pelo instituto Elabe na segunda-feira e hoje para a estação televisiva BFM TV, precisa que 79% das 1.000 pessoas inquiridas não são a favor de que o antigo chefe de Estado (entre 2007 e 2012) seja reeleito para o cargo.

Sarkozy é visto como um homem determinado (73%), dinâmico (68%) e corajoso (53%), mas não honesto, acrescenta a sondagem, segundo a qual os críticos do ex-governante consideram que não traz novas ideias nem é capaz de unir os franceses.

O ex-Presidente, que na próxima quinta-feira realizará o seu primeiro ato público de campanha, disse na segunda-feira que se apresentava como candidato porque se sentia com "a força para travar esta batalha num momento tão atormentado da história" de França.

Nicolas Sarkozy oficializou a sua candidatura com o anúncio de um novo livro que será lançado na quarta-feira e se intitula "Tout pour la France" ("Tudo pela França"), no qual sustenta que a verdade, a identidade, a competitividade, a autoridade e a liberdade são os eixos em que assenta a sua linha política.

As próximas eleições presidenciais em França são em 2017, com uma primeira volta a 23 de abril e a segunda a 07 de maio.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52