sicnot

Perfil

Mundo

Poroshenko volta a defender regresso da Crimeia à soberania ucraniana

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, afirmou hoje que a bandeira da Ucrânia tem de voltar a ser hasteada na península da Crimeia, anexada pela Rússia, e nas cidades de Donetsk e Lugansk (leste), ocupadas pelos separatistas pró-russos.

"Temos a tarefa extremamente complexa de voltar a hastear a nossa bandeira em Donetsk e Lugansk, em Simferopol e Sebastopol", disse o presidente numa cerimónia comemorativa do Dia da Bandeira.

Poroshenko aludiu aos tempos do domínio soviético, quando as autoridades faziam todos os esforços para ocultar a história da bandeira ucraniana e para evitar que as suas cores -- azul e amarelo -- aparecessem juntas.

"Mostrar publicamente a bandeira nacional era um ato de heroísmo, porque essas ações, raras naquela época, eram consideradas um crime especialmente grave", disse, mencionando Vasili Kuksa e Gueorgui Moskalenko, que há meio século foram condenados a penas de prisão por hastearem a bandeira ucraniana no edifício do Instituto de Economia de Kiev.

Petro Poroshenko pediu que fosse observado um minuto de silêncio em memória dos mortos na luta pela independência da Ucrânia, cujo 25.º aniversário se celebra na quarta-feira.

O chefe de Estado anunciou que vai hoje visitar as regiões orientais do país, até à linha de demarcação, para cumprimentar os militares.

"São eles o principal garante da nossa liberdade, da nossa democracia e da nossa soberania", disse.

O conflito armado no leste da Ucrânia, desencadeado em abril de 2014, fez mais de 10.000 mortos, segundo a ONU.

Lusa

  • Fogo na baixa do Porto provoca quatro feridos, dois em estado grave
    1:38

    New Articles

    Um incêndio em três habitações na baixa do Porto, que deflagrou esta noite, provocou quatro feridos, dois em estado grave. O fogo que foi extinto pelos Bombeiros Sapadores do Porto causou cinco desalojados, dos quais quatro foram acolhidos por familiares e um realojado pela junta de freguesia. Desconhece-se a origem das chamas que destruíram três casas.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.