sicnot

Perfil

Mundo

Tufão mata uma pessoa e fere 60 no Japão

​O tufão Mindulle, o nono da temporada na Ásia, provocou pelo menos um morto e 60 feridos à sua passagem pelo leste do Japão, segundo um balanço divulgado hoje pela televisão pública NHK.

Catalogado inicialmente como "forte", o Mindulle chegou na manhã de segunda-feira ao sudeste do Japão, golpeando a capital, Tóquio, e zonas próximas, com ventos de até 180 quilómetros por hora, chuvas intensas, inundações e deslizamentos de terra, paralisando ligações aéreas e ferroviárias.

Hokkaido encontra-se hoje sob alerta meteorológico devido à chegada do tufão que rumou ao nordeste do arquipélago e alcançou a ilha pelas 06:00 (21:00 de segunda-feira em Lisboa).

A Agência Meteorológica do Japão reviu em baixa a categoria do tufão para tempestade subtropical forte, mas alertou para o risco de ocorrência de chuvas torrenciais, inundações, deslizamentos de terra e forte ondulação no norte do vasto arquipélago japonês.

O Mindulle foi o primeiro tufão nos últimos 11 anos a entrar diretamente em território japonês através da região central de Kanto, onde passou por parte da prefeitura de Chiba (adjacente à Área Metropolitana de Tóquio).

Nas oito prefeituras afetadas, incluindo a da capital, foram registadas inundações e deslizamentos de terra, tendo as autoridades da região aconselhado mais de meio milhão de pessoas a abandonarem as suas casas como medida de precaução.

Além de ter causado uma vítima mortal, uma mulher de 58 anos, o tufão provocou seis dezenas de feridos e afetou severamente os transportes na segunda-feira, com mais de 500 voos cancelados, a maioria no aeroporto de Haneda (Tóquio), afetando aproximadamente 73 mil passageiros.

Inúmeras ligações ferroviárias foram anuladas ou sofreram atrasos no centro, leste e nordeste do país, incluindo os comboios de alta velocidade 'shinkansen', assim como os serviços de transporte marítimo.

O Mindulle suscitou receios na região de Fukushima, onde se localiza a central nuclear devastada pelo sismo seguido de tsunami de março de 2011, dado que os níveis de radioatividade nas fossas aumentaram, de acordo com um comunicado da operadora da unidade, a Tokyo Electric Power (Tepco).

A Ásia é sacudida anualmente por entre 20 a 30 tufões, a maior dos quais no Japão.

Lusa

  • Quase 200 queixas por dia sobre serviços de saúde em 2017
    1:46

    País

    Foram apresentadas, em 2017, quase 200 queixas por dia sobre o funcionamento dos serviços de saúde públicos e privados. As questões administrativas e os tempos de espera foram as principais razões das mais de 70 mil reclamações recebidas pela Entidade Reguladora da Saúde.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • 45 anos de Partido Socialista
    3:31

    País

    O PS completou 45 anos esta quinta-feira. Acaso ou não, a festa aconteceu um dia depois de terem ficado concluídos dois acordos com o PSD que fazem renascer o debate sobre o posicionamento ideológico do partido socialista.

  • Trump convida Putin a visitar EUA

    Mundo

    O Presidente dos EUA, Donald Trump convidou o homólogo russo a visitar a Casa Branca e Vladimir Putin ter-se-á mostrado disponível a visitar o país em breve, segundo a agência de notícia russa RIA Novosti que cita o chefe da diplomacia de Moscovo.

  • Senado aprova à tangente novo diretor da NASA

    Mundo

    O Senado norte-americano aprovou na quinta-feira, à tangente, a nomeação do novo diretor da agência espacial norte-americana, com 50 votos favoráveis contra 49, colocando à frente da NASA um cético das alterações climáticas, adiantou a Efe.

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
    Mudar de Vida

    Mudar de Vida

    5ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    No "Mudar de Vida" desta quinta-feira damos a conhecer mais um caso de quem teve coragem de arriscar e procurar um novo futuro. Susana Moraes é uma economista que decidiu seguir a paixão pela dança. 

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16