sicnot

Perfil

Mundo

Tufão mata uma pessoa e fere 60 no Japão

​O tufão Mindulle, o nono da temporada na Ásia, provocou pelo menos um morto e 60 feridos à sua passagem pelo leste do Japão, segundo um balanço divulgado hoje pela televisão pública NHK.

Catalogado inicialmente como "forte", o Mindulle chegou na manhã de segunda-feira ao sudeste do Japão, golpeando a capital, Tóquio, e zonas próximas, com ventos de até 180 quilómetros por hora, chuvas intensas, inundações e deslizamentos de terra, paralisando ligações aéreas e ferroviárias.

Hokkaido encontra-se hoje sob alerta meteorológico devido à chegada do tufão que rumou ao nordeste do arquipélago e alcançou a ilha pelas 06:00 (21:00 de segunda-feira em Lisboa).

A Agência Meteorológica do Japão reviu em baixa a categoria do tufão para tempestade subtropical forte, mas alertou para o risco de ocorrência de chuvas torrenciais, inundações, deslizamentos de terra e forte ondulação no norte do vasto arquipélago japonês.

O Mindulle foi o primeiro tufão nos últimos 11 anos a entrar diretamente em território japonês através da região central de Kanto, onde passou por parte da prefeitura de Chiba (adjacente à Área Metropolitana de Tóquio).

Nas oito prefeituras afetadas, incluindo a da capital, foram registadas inundações e deslizamentos de terra, tendo as autoridades da região aconselhado mais de meio milhão de pessoas a abandonarem as suas casas como medida de precaução.

Além de ter causado uma vítima mortal, uma mulher de 58 anos, o tufão provocou seis dezenas de feridos e afetou severamente os transportes na segunda-feira, com mais de 500 voos cancelados, a maioria no aeroporto de Haneda (Tóquio), afetando aproximadamente 73 mil passageiros.

Inúmeras ligações ferroviárias foram anuladas ou sofreram atrasos no centro, leste e nordeste do país, incluindo os comboios de alta velocidade 'shinkansen', assim como os serviços de transporte marítimo.

O Mindulle suscitou receios na região de Fukushima, onde se localiza a central nuclear devastada pelo sismo seguido de tsunami de março de 2011, dado que os níveis de radioatividade nas fossas aumentaram, de acordo com um comunicado da operadora da unidade, a Tokyo Electric Power (Tepco).

A Ásia é sacudida anualmente por entre 20 a 30 tufões, a maior dos quais no Japão.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.