sicnot

Perfil

Mundo

Dois mortos e vários feridos no ataque a universidade em Cabul

Rahmat Gul

O ministro do Interior do país confirmou as várias explosões seguidas de um tiroteio na Universidade Americana de Cabul, no Afeganistão. Pelo menos dois estudantes morreram e mais de 10 ficaram feridos.

Através das redes sociais, os estudantes da universidade descreveram o ataque: vários homens armados entraram no campus e começaram a disparar. As testemunhas dizem que ouviram várias explosões antes do tiroteio começar.

Vários alunos e professores continuam presos dentro do edifício.

Uma fonte da polícia, citada pela agência de notícias espanhola Efe a coberto do anonimato, disse que há pelo menos dois estudantes mortos, ao passo que o porta-voz do Ministério de Saúde Pública afegão, Mahammad Kawisa, confirmou que 12 feridos foram retirados do edifício e transportados para um hospital.

Entretanto, um responsável citado pela agência de notícias francesa AFP indicou que conselheiros militares norte-americanos estão a ajudar os afegãos numa operação para deter os atacantes, que ainda estão dentro da universidade, juntamente com um número indeterminado de estudantes e professores.

O reitor da universidade, Mohammad Sharif Faiz, afirmou que primeiro houve uma explosão e "depois alguns rebeldes entraram na universidade e algumas pessoas foram mortas e feridas".

"Não sabemos o número exato de vítimas", acrescentou, explicando que, neste momento, "todas as ruas que levam à universidade estão cortadas" ao trânsito.

Um porta-voz da polícia, Humayon Aini, precisou que "após a explosão, bombistas suicidas entraram na universidade, onde alguns estudantes estão encurralados".

Aini acrescentou que os suicidas, cujo número se desconhece ainda, prosseguem a troca de tiros com a polícia, que já vedou a zona.

A embaixada dos Estados Unidos em Cabul emitiu um aviso aos seus cidadãos para que evitem aquela zona, através de uma mensagem nas redes sociais em que referiu que o ataque começou às 19:30 locais (16:30 de Lisboa).

Algumas das pessoas que se encontram retidas no edifício enviaram mensagens na rede social Twitter a pedir ajuda.

"Não me matem, sou inocente", escreveu o professor Ahmad F. Samin, rogando ao mesmo tempo: "Que Alá salve todos".

Este ataque acontece depois de, no início deste mês, um grupo de homens armados e não identificados ter sequestrado, em Cabul, dois professores -- um norte-americano e outro australiano -- que trabalham na Universidade Americana do Afeganistão.

O sequestro ocorreu a 7 de agosto perto do estabelecimento privado de ensino superior, quando os professores seguiam num veículo da universidade de regresso a casa.

A universidade iniciou a sua atividade na capital afegã em 2006 e tem, atualmente, mais de 1.700 alunos, de acordo com a sua página na internet.

O Afeganistão vive um período de aumento da violência que fez elevar, este ano, as vítimas civis para números recorde desde que começaram a ser contabilizadas, em 2009.

Com Lusa

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas

    Mundo

    As mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas ou bissexuais, ou mesmo que todos os homens hetero, homo ou bissexuais. O estudo que dá conta desta realidade revela também o que fazer para aumentar as hipóteses de uma mulher alcançar um orgasmo.

  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.