sicnot

Perfil

Mundo

Exército turco lança ofensiva para expulsar Estado Islâmico de cidade fronteiriça

Reuters

O exército da Turquia e as forças da coligação internacional lançaram hoje uma operação que visa expulsar os extremistas do grupo Estado Islâmico (EI) da cidade síria de Jarablos, perto da fronteira turca.

"As Forças Armadas da Turquia e a Coligação Internacional de Forças Aéreas lançaram uma operação militar com o objetivo de 'limpar' o distrito de Jarablos, na província de Aleppo, da organização terrorista Daesh" (acrónimo árabe do grupo extremista Estado Islâmico), refere um comunicado divulgado pelo gabinete do primeiro-ministro turco.

A operação vai acabar rapidamente, afirmou o ministro do Interior turco.

"Jarablos será rapidamente limpa de elementos do Daesh", disse Ala Efka, o primeiro responsável turco a reagir a esta operação militar.

"A Turquia não pode tolerar que o seu território possa ser ameaçado por organizações terroristas", sublinhou.

Jarablos é o último ponto de passagem controlado pelo EI na fronteira turco-síria.

O chefe da diplomacia turca, Mevlut Cavusoglu, anunciou, na terça-feira, que a Turquia iria dar "todos os tipos de apoio" à operação contra o grupo 'jihadista'.

Por essa razão, Ancara ordenou a evacuação de uma localidade turca situada junto à fronteira, mesmo em frente àquela cidade síria.

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.