sicnot

Perfil

Mundo

Polícia do Zimbabué dispersa manifestação contra violência policial

A polícia do Zimbabué dispersou esta quarta-feira com gás lacrimogéneo e canhões de água uma manifestação de militantes do principal partido da oposição que protestavam contra a violência policial, afirmou um fotógrafo da agência noticiosa AFP.

© Philimon Bulawayo / Reuters

Os jovens ativistas do Movimento para a Mudança Democrática (MDC) manifestaram-se no centro de Harare, onde tem ocorrido uma série de protestos nos últimos meses contra o regime do Presidente do Zimbabué, Robert Mugabe.

"Vi a polícia bater nos manifestantes, atirar gás lacrimogéneo e água. Várias lojas foram saqueadas", disse uma testemunha no local, que pediu para não ser identificada.

A mesma testemunha afirmou que um carro da televisão nacional (ZBC) foi queimado.

O fotógrafo da AFP, presente no local, disse que duas viaturas da polícia foram também queimadas.

Desde junho, o Zimbabué tem sido palco de uma série de manifestações contra Robert Mugabe, 92 anos, no poder desde a independência do país, em 1980, principalmente contra a sua política económica.

Segundo a imprensa estatal, o Governo anunciou que vai suprimir 8.000 postos de trabalho no Ministério da Agricultura e congelar o recrutamento de novos funcionários.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.