sicnot

Perfil

Mundo

Sismo em Myanmar danifica célebres pagodes de Bagan e faz três mortos

Um dos pagodes em Bagan, Myanmar

© Soe Zeya Tun / Reuters

Um sismo de magnitude 6,8 que ocorreu esta quarta-feira no centro de Myanmar danificou vários dos célebres pagodes de Bagan, importante local turístico do país, anunciou a polícia, coma imprensa a dar conta de três vítimas mortais.

"Vários pagodes célebres ficaram danificados durante o tremor de terra", anunciou à agência France Presse um responsável da polícia de Bagan.

Uma turista espanhola ficou ligeiramente ferida quando visitava o local, numa queda devido ao abalo.

Aung Kyaw, responsável pelo sítio arqueológico de Bagan, indicou danos em "seis dezenas de pagodes" do local arqueológico mais célebre de Myanmar.

O sismo ocorreu ao final do dia, numa altura em que muitos turistas visitam o local para observar o por do sol sobre os milhares de pagodes.

Segundo o instituto norte-americano de geologia USGS, o epicentro do sismo localizou-se na região de Magway, em Chauk, uma pequena cidade do centro de Myanmar, a cerca de 30 quilómetros de Bagan.

"Um homem de 22 anos morreu no desabamento de uma casa" na localidade de Pakokku, na mesma região, declarou à AFP Han Zan Win, deputado do parlamento regional.

A imprensa birmanesa refere ainda a morte de mais duas pessoas.

O hipocentro (local do foco do sismo) foi a 84 quilómetros de profundidade e o terramoto abalou edifícios em Rangum, a capital económica birmanesa, e foi sentido na capital tailandesa, Banguecoque, mas também em Calcutá, na Índia, e no Bangladesh.

Numa zona industrial dos subúrbios de Dacca, duas dezenas de operários ficaram feridos quando tentavam fugir do edifício em construção onde trabalhavam, indicou a televisão local.

O USGS estimou que o impacto do sismo será "relativamente localizado", mas alertou para a "grande vulnerabilidade" de muitos edifícios na região.

Bagan, com os seus milhares de pagodes budistas construídos entre os séculos X e XIV, é particularmente vulnerável.

Myanmar espera que o local seja classificado como património mundial da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Lusa

  • Sismo de 6,8 atinge Myanmar

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6,8 na escala de Richter abalou hoje Myanmar, informou o centro norte-americano de monitorização da atividade sísmica mundial, United States Geological Survey (USGS).

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.